Na última segunda-feira, (15), Ancelmo Gois deu em seu blog no jornal O Globo a notícia de que a União terá que pagar indenização de R$ 500 mil para Ana Cristina e Hildegard Angel, filhas de Zuzu Angel. Reconhecendo, assim, que a estilista foi morta pela ditadura em um acidente de carro na estrada da Gávea, no Rio de Janeiro.

Leia também:

zuzu angel e hildegar
Divulgação
Zuzu Angel, estilista morta pela Ditadura Militar e sua filha, Hildegard, jornalista que receberá parte da indenização pelo assassinato da mãe


Hildegard, que é jornalista,  postou em seu blog um texto comentando a notícia. “Sabemos que indenização alguma paga uma vida, compensa a ausência do afeto, da compreensão e dos cuidados que só podem ser proporcionados por uma mãe”, pontuou no post.

Filho de Zuzu Angel, Stuart Edgar Angel Jones foi perseguido e dado como desaparecido pela Ditadura Militar. O ocorrido fez com que Zuzu se tornasse militante e denunciasse o regime à imprensa, o que levou ao seu próprio perseguimento cinco anos depois.

“A grande imprensa sabia, os jornalistas sabiam, os formadores de opinião sabiam, os artistas, os políticos, os empresários, os juristas, todos sabiam. [...] Até mesmo no atestado de óbito de Zuleika Angel Jones já consta, como causa mortis, o assassinato pelo Estado brasileiro. Todavia, basta ligeira pesquisa no Google, e lá está, na Wikipedia e em inúmeras outras referências à morte de Zuzu Angel, a frase: ‘acidente por causas desconhecidas’”, continuou Hildegard em sua publicação.

A filha de Zuzu também comentou a indenização em seu perfil no Twitter:


No fim de seu texto ainda disse: “Aproveito aqui para informar aos que inadvertidamente negarem o assassinato de Zuzu Angel, acontecido numa emboscada covarde pelos agentes da ditadura, que não se trata mais de simples omissão ou negligência, mas de um crime contra a memória de nosso país”.

    Veja Também

      Mostrar mais