Pode se depilar durante a gravidez?

Por iG São Paulo

Texto

Com cera pode, mas depilação a laser não é indicada

Stefan
Depilação com cera está liberada. A laser, não

Sim, grávidas podem se depilar durante a gravidez. De acordo com o obstetra Eduardo Cordioli, Presidente da Comissão de Urgências em Obstetrícia da Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia (Febrasgo), as gestantes estão liberadas, já que a depilação com cera não traz nenhum risco para o bebê.

Leia também: Gravidez semana a semana

Mas a depilação a laser deve ser evitada: “Recomendamos o tradicional, com cera morna. O uso do laser não foi testado de forma científica e, por isso, não liberamos”, explica Cícero Venneri Mathias, ginecologista da Associação de Obstetrícia e Ginecologia do Estado de São Paulo (Sogesp).

Ele alerta que a pele fica mais sensível durante este período. Portanto, é normal sentir um maior desconforto ao se depilar. “A região pélvica, por exemplo, pode ficar mais dolorida pelo afastamento dos ossos da bacia e a depilação da virilha pode doer um pouco mais”, diz. Por isso, o mais indicado é continuar com a depilação usual, à qual a gestante já está acostumada.

E a cera deve ser morna, não quente. A depiladora e esteticista Rosana Macedo, do Tez Esthétique et Coiffeur, em São Paulo, indica às grávidas o uso da cera de camomila, mais fina e mais delicada do que a normal. Além disso, a esteticista Ivanilda Alves da Silva, do Clinic Cabelo e Estética, de São Paulo, conta que as gestantes devem procurar uma esteticista profissional de confiança, para não haver desconforto além do esperado.

>>> Saiba tudo o que a grávida pode ou não fazer durante a gestação

Leia tudo sobre: pode ou não podegravidezgestaçãográvidagestantedepilaçãobelezacorpoestéticacera
Texto

notícias relacionadas