Irmãos de 12 e 9 anos escreveram para o Never Seconds, famoso por registrar os pratos pouco nutritivos servidos na rede pública escocesa

Ao começar um blog registrando, com foto e comentários, os pratos servidos no almoço da escola, a escocesa Martha Payne, de 9 anos, não tinha ideia do impacto que causaria. Na última semana de junho, dois meses depois do início das postagens, Martha já havia sido proibida de postar suas fotos , recebido incentivos de Jamie Oliver – o chef-celebridade inglês, que, como Martha, é um entusiasta da boa alimentação –, superado a proibição e arrecadado 100 mil libras (mais de R$ 315 mil) para uma organização britânica que atua na África.

Enzo e Giorgio no vídeo de apresentação dos irmãos como blogueiros convidados do Never Seconds, de Martha Payne
Reprodução
Enzo e Giorgio no vídeo de apresentação dos irmãos como blogueiros convidados do Never Seconds, de Martha Payne

Agora, a estudante amplia o escopo de suas publicações com participações estrangeiras. Enzo e Giorgio Shiraishi, irmãos de 12 e 9 anos, são os primeiros brasileiros a participar do Never Seconds (“Nunca repetir o prato”, em tradução livre, título adotado devido à baixa qualidade das refeições escolares de Martha, que vinham cheias de óleo e cabelos).

Leia também

10 erros dos pais na alimentação dos filhos

Como fazer uma boa papinha para o seu bebê

Enzo e Giorgio, que já estão entre os autores do Ver para Crescer , escreveram durante toda a semana sobre os almoços que fizeram na escola e no Sesc, onde participam de um projeto. Comentaram os hábitos alimentares dos brasileiros e aproveitaram para torcer pelos atletas do País nas Olimpíadas.

Como toda criança, eles têm suas preferências e particularidades. Giorgio, o irmão mais novo, não come salada. Durante os registros da semana, ele conta que se livrou da couve em seu prato passando para o prato do irmão – que teve de comer couve em dobro. “Minha mãe tem um trato comigo: quem não come salada tem que comer fruta. Eu como maçã, banana, laranja, ponkan, mixirica, manga, maracujá, abacaxi e uva”, registrou ele no Never Seconds.

Enzo prepara um escabeche: irmãos postaram sobre refeições servidas na escola e no Sesc, em São Paulo
Sam Shiraishi
Enzo prepara um escabeche: irmãos postaram sobre refeições servidas na escola e no Sesc, em São Paulo

Leia também


Como fazer seu filho comer verduras e legumes

11 truques para seu filho comer melhor

Já Enzo não gosta de feijão – mas come feijoada. Adora comida japonesa e italiana. “Canelone é minha massa preferida”, diz. Mais velho, ele escreve os posts em inglês, com ajuda eventual de um dicionário e do Google Tradutor. Giorgio escreve em português.

Para eles, a responsabilidade de escrever todos os dias tem como prêmio a chance de se comunicar com outras crianças e participar de uma iniciativa importante, que já ajudou a elevar a qualidade das refeições nas escolas escocesas , chamou atenção para a importância da boa alimentação e angariou um montante significativo para o Mary’s Meal, a ONG britânica que atua no Malaui implementando projetos de nutrição infantil. “As crianças podem, sim, mudar o mundo”, acredita Enzo.

Leia também

Boa alimentação: pais responsáveis, filhos saudáveis

Como ensinar seu filho a ser uma "criança-cidadã"