2015 será um período de esperanças exageradas, trabalho duro e sonhos delirantes. Tudo ao mesmo tempo. Veja como será o ano para todos os signos do zodíaco

Monica Horta traça o perfil de cada um dos signos do zodíaco em 2015
iG Arte
Monica Horta traça o perfil de cada um dos signos do zodíaco em 2015

Se existe uma palavra adequada para definir 2015 é surpreendente .

Os meses de janeiro, fevereiro e boa parte de março ainda estarão sob a influência da enorme tensão que marcou o ano que está terminando. É difícil relaxar do estresse que foi gerado pelos acontecimentos fortes que se sucederam.

Esse clima elétrico e agressivo está sendo mantido pela conjunção entre Urano e o lado sul de um eixo que é conhecido como “eixo do dragão”, que atua diretamente nos relacionamentos. Com essa configuração, parece que se aproximar muito de outra pessoa implica no risco de tomar um choque.

Para complicar mais as coisas, Urano é uma das pontas da quadratura com Plutão, a configuração difícil que está gerando a crise que muita gente acredita ser somente econômica e começou em 2008.

Mas todo mundo percebe que os primeiros meses do nosso calendário ainda estão contaminados pela energia do ano que passou. Muita coisa para fechar, muita conta para pagar. Para a astrologia, o ano começa no final de março, mais precisamente dia 20, o primeiro dia do outono para nós e da primavera para quem vive no hemisfério norte.

O céu de 20 de março é o melhor indicador do clima que vai dominar 2015. O mapa astral do ano é o desenho do céu no momento em que o Sol entra em Áries.

Mas ele não vai fazer isso sozinho. A Lua vai entrar junto com o Sol e os dois encontrarão dois planetas que já estavam lá: Urano e Marte.

Segundo a tradição astrológica, 2015 será um ano regido por Marte.

Em 2014, País passou por grave crise hídrica. Para o ano que vem, Marte fala de inundações ou do agravamento da seca. Ou vem água demais ou de menos
Reuters
Em 2014, País passou por grave crise hídrica. Para o ano que vem, Marte fala de inundações ou do agravamento da seca. Ou vem água demais ou de menos

Quando atua no plano coletivo, Marte representa as guerras e os acidentes naturais. Junto com Urano, fala de terremotos. Em desarmonia com Netuno, fala de inundações ou do agravamento da crise hídrica que preocupa o planeta. Ou vem água demais ou de menos.

No plano individual, Marte está ligado às nossas reações espontâneas e aos nossos desejos pessoais. Com quatro planetas em Áries, Júpiter em Leão e Saturno em Sagitário, 2015 será marcado pelas qualidades do elemento fogo. Tanto para o bem, como para o mal. Tanto pelo recrudescimento da fé como pelo fortalecimento da agressividade.

Como Júpiter, Saturno e Marte estão em harmonia, dá para esperar um ano positivo parecido com aquelas pessoas que são generosas e bem humoradas, desde que não sejam contrariadas.

Já deve ter dado para perceber que na festa do Ano Novo celeste vários planetas estarão fortalecidos pela posição que ocupam no zodíaco. Se não no próprio signo, pelo menos em signos compatíveis com a sua natureza.

Marte vai estender um tapete vermelho para receber seus convidados e esse é um dos mais importantes sinais de que o ano será positivo.

Logo no primeiro dia do ano novo astrológico, aparece uma surpresa do céu: o Sol só vai entrar em Áries quatro minutos antes das duas da tarde, mas chegará ainda emocionado pelo encontro com a Lua no último grau do signo de Peixes. No último grau do último signo. O ponto mais sensível do zodíaco.

Algumas horas antes do equinócio do outono, vai se formar a Lua Nova de Peixes com seu poder e sua sensibilidade multiplicados por um eclipse total do Sol.

Esse eclipse não será visto do Brasil, mas pode pregar um belo susto nos países da Europa, da Escandinávia, na Rússia e em regiões ainda mais ao norte.

O susto vai ser grande porque a sombra da Lua apagará a luz do Sol bem perto do meio-dia. Para quem acredita em presságios, não pode existir um mais forte do que esse. Logo antes do tempo de exaltação do ego, um momento de negação do ego. De consciência de que todos nós estamos no mesmo barco, ou na mesma arca, sem um Noé para organizar a bagunça e explicar o sentido da viagem.

Como o eclipse acontece perto da cauda do dragão, o Sol, mesmo escondido, dirigirá o processo em que nossas vontades pessoais tentarão suprir conscientemente nossas necessidades mais íntimas. O eclipse que vai preceder o equinócio será um símbolo equivalente ao da cortina que se fecha quando um espetáculo termina. É o céu avisando que vai começar um novo tempo.

Mas a marca registrada desse novo ano será a presença de Saturno do signo Sagitário. Para entender o que ela significa, podemos estender para o ano inteiro o que já dissemos nas previsões para dezembro: depois de passar dois anos e meio em Escorpião, o deus do tempo começará a nos perguntar exatamente no que acreditamos. Saturno é mestre em demonstrar que na prática a teoria é outra. Durante os próximos dois anos e meio, nossa filosofia de vida, nossa fé, nossa postura ética e até mesmo os nossos conhecimentos serão testados pela vida. Nada de tão terrível. Só o que vai acontecer é que, volta e meia, estaremos diante de escolhas que demonstrarão até onde nossa prática de vida é coerente com o nosso discurso.

Um tempo bom para quem está lidando com o setor de serviços, com a pequena agricultura ou está lutando o ‘bom combate’ ecológico"

Outro elemento positivo e importante do mapa do ingresso do Sol em Áries é Vênus, no seu trono no signo de Touro. É verdade que ela está meio desamparada com apenas Plutão num outro signo de terra. Mesmo assim, ela está muito forte e oferece proteção para todas as escolhas que forem feitas apoiadas em elementos concretos, no mundo dos cinco sentidos.

Por mais contraditório que pareça, o amor vai conduzir as escolhas práticas do ano.

Esse lado pragmático aparecerá mais claramente na segunda metade do ano, quando Júpiter, o mais benéfico dos planetas, abandonar a turma dos signos de fogo e entrar no signo da simplicidade: Virgem. Bom para o Brasil que se tornou independente em um 7 de setembro e por isso é virginiano.

Quem estiver envolvido em acontecimentos ou projetos grandiosos, patrocinados pelo pai de todos os deuses, será obrigado a “calçar as sandálias da humildade”. Vai ser preciso por os pés na terra, diminuir o ritmo e aperfeiçoar a técnica. Um tempo bom para quem está lidando com o setor de serviços, com a pequena agricultura ou está lutando o “bom combate” ecológico.

Como Saturno continuará estimulando todas as formas de crescimento, o segundo semestre será o tempo do chamado “desenvolvimento sustentável”, ou, pelo menos, só vai dar certo o que for projetado assim.

Os três planetas exteriores, Urano, Netuno e Plutão se deslocarão muito pouco. Isto significa que Plutão vai continuar em harmonia com o Sol do mapa do Brasil e nos ajudando a resistir à crise internacional, Urano vai continuar estimulando nossa vaidosíssima Vênus em Leão e Netuno seguirá expandindo até um ponto de quase loucura nossa natureza emocionada.

Um bom resumo para 2015: o céu vai nos autorizar a continuar sonhando.

VEJA MAIS PREVISÕES:

Tarô dos famosos 2015 tem Xuxa e Sabrina casando e Faro e Gugu fora da Record
Horóscopo Chinês para 2015: ano do Carneiro
Previsões da numerologia para 2015

>>> Curta a página do Delas no Facebook e siga o @Delas noTwitter <<<

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.