De tempos em tempos a limpeza diária com aspirador de pó precisa de um reforço com a lavagem. Veja como lidar com os diferentes tipos de tapetes

Com a chegada do frio, os tapetes passam de parte da decoração a peças-chave nos ambientes da casa. E quanto mais felpudos, mais convidativo fica o espaço. Mas mantê-los limpos, cheirosos e com as cores vivas não é assim tão simples: se a manutenção no dia a dia exige cuidados comuns, quando é necessário tirar manchas, umidade ou fazer uma lavagem completa, o ideal é recorrer a um especialista.

Leia também:  Cama arrumada como a de hotel

A limpeza dos tapetes deve ser feita de acordo com as recomendações de cada fabricante
Divulgação
A limpeza dos tapetes deve ser feita de acordo com as recomendações de cada fabricante

De acordo com Rejane Nascimento, gerente de treinamento da 5aSec – rede de lavanderias especializadas em limpeza a seco e a água –, “os tapetes podem e devem ser lavados. Mas a limpeza deve ser feita seguindo as recomendações de cada fabricante”. Como lavar também contribui para o desgaste, o ideal é fazer a limpeza em casa diariamente e, enviar a peça para lavagens periódicas.

Manutenção caseira: permitido e proibido

Mônica Valin, proprietária da Warujan – especializada em higienização de tapetes de todos os tipos, incluindo os orientais e persas – recomenda a lavagem de tempos em tempos : para os industrializados, a cada quatro meses; para os do tipo kilim, semestralmente e; para os orientais e persas, uma vez ao ano. “Mesmo com a limpeza diária pequenas partículas de pó e grãos de areia ficam acumulados na base dos pelos e, com o tempo, agem como pequenas lâminas que cortam as fibras quando pisadas”, explica a especialista.

No dia a dia, o uso diário e cuidadoso do aspirador de pó já resolve. Só tome cuidado com aspiradores a vácuo. Outra recomendação é alterar a posição da peça no ambiente. De acordo com o guia dos serviços Rug Care da By Kamy, essa medida evita, por exemplo, que o peso dos móveis, o sol que entra pela janela e até a maior circulação de pessoas numa determinada área causem desgastes locais.

No dia a dia, o uso diário e cuidadoso do aspirador de pó já resolve a limpeza do tapete
Fernando Genaro / Fotoarena
No dia a dia, o uso diário e cuidadoso do aspirador de pó já resolve a limpeza do tapete

Entre as proibições na lista de todos os especialistas consultados estão a disposição de vasos próximos aos tapetes (isso traz umidade para a peça), o uso de vassouras, especialmente as de cerdas duras, escovas manuais e aspiradores com escovas motorizadas, além de vaporizadores, que podem fazer as cores migrarem, borrando a peça ao longo dos anos.

Mônica sugere ainda a adoção de forros sob os tapetes em casas de praia ou com pisos úmidos, para evitar mofo. “Podem ser telas de látex, feltro ou EVA, entre outras soluções”, indica.

Hora H

Se você cuidou direitinho dos seus tapetes e finalmente chegou a hora de lavá-los, saiba que, se eles forem industriais, por exemplo, ficarão fora por, no mínimo, quatro dias (caso do serviço da 5aSec). O prazo médio é de dez dias (na Warujan) a contar da retirada das peças em casa até a sua devolução.

O preço da lavagem varia conforme o material e o tamanho de cada peça. Na Warujan, a higienização de um tapete industrial sintético custa de R$ 25 a R$ 40 por metro quadrado. Já nos modelos persas e orientais, por exigirem cuidado ainda maior, o serviço custa mais caro: a partir de R$ 50 o metro quadrado.

Saiba também:  Casa pede reparos periódicos

De acordo com cada matéria-prima, um tipo de higienização será indicado: fibras naturais e sedas (sisal, bananeira, seagrass, juta, chenille e seda sintética) devem ser lavados a seco. Lã, algodão e hemp podem ser molhados, tomando-se cuidado com as cores, especialmente na secagem.

Impermeabilizar para durar

Outra solução de grande valia para fazer o tapete durar, tornar-se mais fácil de limpar e permanecer mais tempo limpo é a impermeabilização. O processo é feito em tapeçarias e lavanderias especializadas e leva, em média, uma semana para ficar pronto. A maior vantagem, de acordo com Walid Abdouni, da Kyowa, está no efeito de limpeza que dura, em média, um ano – três vezes mais que nas peças sem o tratamento.

Impermeabilizar o tapete é uma solução para a faxina durar mais tempo e a limpeza ser mais fácil
Fernando Genaro / Fotoarena
Impermeabilizar o tapete é uma solução para a faxina durar mais tempo e a limpeza ser mais fácil

O trabalho é feito com um composto polímero, aplicado em duas fases sobre os pelos – exceto nos modelos shaggy, em que não há penetração da química por todo o fio. Abdouni explica que o processo não altera suas características originais (cor, textura e resistência) do tapete, mas o torna impermeável a líquidos e mais resistente a sujeiras em geral. O preço médio por m² do serviço é de R$ 40.

A impermeabilização também é a melhor solução para os carpetes pois, embora a manutenção diária seja semelhante a dos tapetes, quando ocorre alguma mancha ou mesmo quando o tempo indica que é hora de uma limpeza mais profunda isso pode se tornar um problema. A maior parte das lavanderias não executa esse serviço, que exige produtos específicos e equipamento industrial. A indicação da Kyowa é de repetir o processo anualmente. O tempo de execução é o mesmo dos tapetes, uma semana.

Serviço:

5aSec
Telefone: (11) 4197-6400

Warujan
Telefone: (11) 3315-0340

By Kamy
Tel: (11) 3501-1211

Kyowa

Veja mais:

Reciclagem na obra

Moderna e integrada, a Casa do Futuro chega à Casa Cor SP

Saiba como transformar seu telhado em uma área verde

Siga o iG Delas pelo  Twitter e assine nossa newsletter para ficar por dentro das novidades.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.