Segundo a especialista, contar calorias não é tudo na dieta. Veja dicas para preparar uma refeição equilibrada e seguir uma alimentação saudável

Contar, e cortar calorias, é uma das primeiras coisas que passa pela cabeça ao pensar em dieta. Mas para Kelly LeVeque, nutricionista que cuida da alimentação de diversas famosas, como a atriz Jessica Alba, isso é apenas um detalhe. É preciso entender as refeições para ter uma alimentação saudável e emagrecer , se esse for seu objetivo. 

Leia tudo sobre dieta

Nutricionista Kelly LeVeque ao lado de Jessica Alba
Reprodução/Instagram/jessicaalba
Nutricionista Kelly LeVeque ao lado de Jessica Alba


"Tento ensinar uma pequena lição: ame seu corpo através da comida", diz a nutricionista . Ela lançou seu primeiro livro sobre dieta e alimentação saudável, "Body Love",  e nele dá detalhes de como montar o prato e preparar as refeições . A ideia defendida por Kelly é que você deve optar por itens que te façam bem, contribuam para o funcionamento de suas células, hidratem sua pele, acalmem sua ansiedade ao invés de ficar cortando itens do cardápio e viver de privações. 

Um lema defendido pela profissional é : "se não estiver se sentindo ótima, você precisa fazer mudanças até se sentir ótima". E para começar esse processo, em entrevista ao site "Birdye", Kelly faz uma lista com 4 dicas: 

1. "Fab 4"

Você pode montar seus pratos de diversas maneiras, mas lembre-se de colocar nele os itens do chamado "Fab 4": proteína, gorduras, fibras e alimentos verdes. Assim, voê terá tudo o que seu corpo precisa e ainda terá uma refeição que vai te manter satisfeita por mais tempo, evitando exageros, gula ou deslizes na dieta. 

As proteínas, por exemplo, ajudam no metabolismo e na formação de tecidos musculares. Já as fibras são partes dos vegetais que não são quebrados pelo corpo e auxiliam na saciedade e também no processo digestivo. 

Não esqueça das gorduras, pois elas são importantes para absorção de nutrientes. "Você pode comer frango com brócolis, mas não vai absorver vitaminas como A, E, D ou K sem as gorduras", diz Kelly. 

Para completar, os alimentos verdes são todos aqueles que possuem essa coloração, como espinafre ou couve. Eles são ricos em antioxidantes, atuam nas bacterias boas do intestino e contêm fitoquímicos e fitonutrientes necessários para o organismo.  


2. Cuide da sua energia

A ideia é experimentar opções saudáveis e ver qual se adequa melhor a seu organismo. Muitas pessoas, segundo a nutricionista, dizem que passaram a seguir uma alimentação desse tipo e caprichar no café da manhã, por exemplo, e se sentiram mais cansados. Uma ideia é começar o dia com um smoothie. 

Leia também: Uma receita de smoothie para cada momento do dia

"Conheço pessoas que no café da manhã comiam mingau de aveia e uma torada e, uma hora depois, estavam realmente caindo na mesa do trabalho e pedindo uma xícara de café", conta Kelly. Com o smoothie é possível obter todos os nutrientes e ainda se sentir energizado e sem sonolência. 

A ideia do smoothie é também respeitar os "Fab 4". A profissional sugere usar 20g de proteína, 10g de fibra, 1 colher de sopa de gordura, folhas verdes, frutas e um líquido. Você pode, por exemplo, combinar proteína em pó de baunilha com morangos congelados, leite vegetal, coco e chia. 

3. Conheça sua fome

"Ensino as pessoas a montarem a refeição de acordo com o nível de fome e adicionando ingredientes", diz Kelly. Voltando à regra dos "Fab 4", ela sugere começar o prato pela proteína. Depois, sirva uma colher de gordura, uma colher de fibra e complete com as folhas verdes. "Se sentir antes da próxima refeição, experimente da próxima vez colocar mais uma colher de fibra ou mais gordura, como castanhas, ou um punhado de folhas verdes", indica. 

Ela diz que você precisa descobrir o que deve comer para ficar bem ao café da manhã até o almoço, por exemplo. "Quando descobrir isso, é só seguir a fórmula em todas as refeições."

It's probably best to enjoy a fruit-free #fab4smoothie this morning instead of trying to rebound into some crazy juice cleanse. Just saying. If you want my 🆕Tahini Mint 🍋 recipe it's up on @sonyadakar facebook page. We just went live to share the savory sip. Oh, and I have a pretty personal article up on @themoment. Use code MOMENT to read more. I just adore the babe behind this brand. #Repost @themoment ・・・ @bewellbykelly has been killing the wellness and nutrition game since her high school days and with the launch of a new book and a product line in the making, along with her successful nutrition practice, you can see why it's so easy for us to adore this beauty! More up today on The Moment. 📷 @kristine.lo

Uma publicação partilhada por Kelly LeVeque (@bewellbykelly) a


4. Não há milagre

Kelly lembra que é possível cada vez mais encontrar dietas milagrosas na internet e nas redes sociais, mas isso não existe. Assim como ela não acredita em alimento milagroso, por isso indica os grupos do "Fab 4" e não itens específicos. "Não importa se a proteína virá do frango, do salmão, da carne ou se será alguma de origem vegetal, caso você seja vegano", comenta a especialista. 

Leia também: Gordura deve entrar na dieta, sim! Saiba a forma correta de consumir

Seguindo a mesma linha, ela é contra grandes restrições. Para Kelly, fazer uma lista de proibições é algo que só trará estresse. "É menos sobre o que você não pode comer e mais sobre o que você deve comer. Você construir sua alimentação baseado nisso, no que deve e não pensando no proibido", afirma a nutricionista. "E esse deve é algo amplo, então você pode fazer suas próprias opções", finaliza. 

    Leia tudo sobre: dieta
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.