A intérprete da personagem Sabrina, da novela Duas Caras, esteve em Brasília para o desfile da marca Jukaf no Capital Fashion Week

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=delas%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237496356410&_c_=MiGComponente_C

Fomos conversar rapidamente com ela ¿ que ainda precisava embarcar de volta para o Rio ¿, e saber um pouco mais da vida, da carreira e dos cuidados com a beleza.

Como estamos em um evento de moda e essa é uma discussão que está em alta nos últimos tempos, o que acha da quantidade de modelos negros nas passarelas?
Acho que existe uma quantidade suficiente de modelos negros no mercado, nas agências, mas as marcas não os escolhem. Eles pegam quem querem, normalmente brancos. Já ouvi muitas vezes que eu não faria parte do casting porque a campanha não tinha a minha cara! Mas fico feliz quando eles intercalam loira, branca, negra, japonesa... Espaço tem para todo mundo, em todas as áreas, como tem gente competente de todos os tipos. Falta um pouco de vontade de mudar, de fazer a coisa acontecer. Nesse ponto acho que a TV já está bem mais aberta do que as passarelas. Aliás, parabéns aos autores por isso, e meus aplausos ao Aguinaldo Silva, que sempre cria espaço para todo mundo.

Você nasceu para ser atriz?
Desde pequena eu recebia convites para desfilar ou atuar, mas não era bem o que eu sonhava. A coisa foi acontecendo, como modelo e em comerciais, e eu resolvi ir atrás e seguir essa carreira. Mas não foi aquela coisa de a minha família ir toda junto, acompanhando, seguindo. Eu fui seguindo com o apoio deles, mas sozinha, com a cara e a coragem.

Quais os cuidados diários que tem com a sua beleza?
Muito creme, muita água, muita hidratação. Passo creme hidratante todo dia, creme é meu vício! Eu não fumo, não bebo, mas sou viciada em hidratar a pele, os cabelos. No geral eu gosto muito de me arrumar, de cuidados, de maquiagem. Acho relaxante.

Tem medo da velhice?
Nunca! Ela tem que chegar! Eu preciso que a vida passe para eu ter o que contar.

Alguma mania?
Tenho mania de bolsas. E sapatos. Ah, e de brincos também.

Tem alguma marca ou estilo de roupa preferido?
Marca acho que não... Sou bem oito ou oitenta: ou o vestido é longo, ou é curto. Ou a blusa é cavada, ou é de manga comprida. A mesma coisa com os brincos, ou são pequenos, ou são enormes. Amo brincos! E com o cabelo, ou é curto, ou é longo. Mas se uma personagem pedir, fico até careca. Não tenho vaidade com personagem. Pode ser que em casa, me olhando, eu estranhe um pouco, mas encaro sem problemas.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.