Tamanho do texto

Após três meses, praticantes controlam pressão e glicemia, diz pesquisa

Exercícios ajudam mulheres idosas com diabetes a controlar a doença
Getty Images
Exercícios ajudam mulheres idosas com diabetes a controlar a doença
O combustível para descontrolar o diabetes – e tornar a doença ainda mais perigosa – é ter a pressão arterial alta, não fazer exercícios físicos e ainda estar com excesso de peso.

Leia mais : Tudo sobre o diabetes

Um estudo publicado no Arquivo Brasileiro de Cardiologia mostra que para as mulheres com mais de 60 anos e que são portadoras da doença metabólica, os exercícios aeróbicos são um excelente antídoto.

Os pesquisadores analisaram 22 idosas diabéticas para chegar à conclusão. Metade do grupo praticou ginástica aeróbica (caminhada com intensidade moderada, três vezes por semana) e a outra metade não, apenas participou de palestras educativas no período.

As que fizeram atividades com o corpo reduziram o índice de massa corpórea (IMC ), melhoram as taxas de hipertensão e diminuíram em 27% os índices de glicemia em jejum, três marcadores importantes do diabetes.

Tendência

Saber que esse tipo de exercício funciona como “remédio” para as idosas diabéticas é ainda mais importante diante das conclusões de uma pesquisa feita pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). Segundo o estudo, 75% dos doentes não conseguem controlar a doença , fato que aproxima ainda mais o risco de complicações sérias, como amputações e cegueira.

A boa notícia é que a aeróbica tradicional, aquela que já foi moda nos anos 80, está de volta às academias e promete ser a tendência de malhação a partir do próximo semestre.

Um dos motivos para os especialistas terem resgatado esta modalidade do túnel do tempo, afirma o presidente da Fitness Brasil, Waldyr Soares, é que pessoas de várias idades podem ser reunidas em uma mesma sala para participar das aulas de aeróbica. A orientação é procurar o médico e verificar se é possível iniciar a atividade física

Teste : Qual é a melhor atividade física para você
Conheça as novas aulas de aeróbica que vão ganhar as academias

Brasil avança no ranking internacional do diabetes
 Você corre risco de ter diabetes?