Preceitos espíritas: saiba quais são as orientações dessa doutrina
Redação João Bidu
Preceitos espíritas: saiba quais são as orientações dessa doutrina

O espiritismo aconselha, mas dificilmente haverá uma regra de pecado e punição, ou sacrifício e recompensa imposta aos que frequentam os centros, locais onde se escuta a palavra cristã (sim, Jesus tem mais a ver com o espiritismo do que você imagina) e é estimulada a reflexão com base no evangelho. São cinco os preceitos espíritas:

JÁ CONFERIU O HORÓSCOPO DE HOJE NO SITE DO JOÃO BIDU? VEJA AS TENDÊNCIAS ASTRAIS PARA O SEU SIGNO!

1. Existência de Deus

“Ele é o criador, causa de todas as coisas, a suprema perfeição, com todos os atributos que a nossa imaginação lhe possa atribuir, e muito mais”.

2. Imortalidade da Alma

“Somos espíritos, filhos de Deus. O espírito é o princípio inteligente do universo, criado por Deus, simples e ignorante, para evoluir e realizar-se individualmente pelos seus próprios esforços. Como espíritos, já existíamos antes de nascermos e continuaremos a existir, depois da morte física. Quando o espírito está na vida do corpo, dizemos que é uma alma ou espírito encarnado. Quando nasce para este mundo, dizemos que reencarnou; quando morre, diz-se que desencarnou. Desencarnado, volta ao plano espiritual ou espiritualidade, de onde veio ao nascer”.

3. Pluralidade das Existências

“O espírito é quem decide e cria o seu próprio destino, dotado de livre-arbítrio, ou seja, capacidade de escolher entre o bem e o mal. Desse modo, ele tem possibilidade de se desenvolver, evolucionar, aperfeiçoar-se, de tornar-se cada vez melhor, mais perfeito, como um aluno na escola, passando de uma série para outra, através dos diversos cursos. Essa evolução requer aprendizado, e o espírito só pode alcançá-la encarnando no mundo e desencarnando, quantas vezes necessárias, para adquirir mais conhecimentos, através das múltiplas experiências de vida. Pela misericórdia divina, somos nós os articuladores do próprio destino, por vezes necessitando de sofrimentos que nos instigam à melhora e crescimento, pela lei da ‘ação e reação’”.

4. Pluralidade dos Mundos Habitados

“Nem todas as encarnações se verificam na Terra. Existem mundos superiores e mundos inferiores ao nosso. Quando evoluirmos, poderemos renascer num planeta de ordem elevada. A Terra é um mundo de categoria moral inferior, haja vista o panorama lamentável em que se encontra a humanidade. Contudo, ela está sujeita a se transformar numa esfera de regeneração, quando os homens se decidirem a praticar o bem e a fraternidade reinar entre eles”.

5. Comunicabilidade dos Espíritos

“Os espíritos são seres humanos desencarnados. Eles são o que eram quando vivos; bons ou maus, sérios ou brincalhões, trabalhadores ou preguiçosos, cultos ou medíocres, verdadeiros ou mentirosos. Eles estão por toda parte. Não estão ociosos. Pelo contrário, eles têm as suas ocupações, como nós, os encarnados, temos as nossas”.

LEIA TAMBÉM

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários