5 chás de flores: bebidas poderosas para a saúde
Redação João Bidu
5 chás de flores: bebidas poderosas para a saúde

A natureza pode nos trazer bem estar de diversas maneiras. A cachoeira nos energiza, uma bela paisagem nos acalma e as ondas dos mal têm o poder de mostrar toda a força que a mãe natureza possui. Mas, além disso, também é possível aproveitar os benefícios da natureza por meio dos chás de folhas e outras ervas medicinais . Todo mundo já tomou um chazinho de hortelã para digerir melhor a refeição ou consumiu um chazinho de melissa para ficar mais tranquilo, não é mesmo? Sabendo dos benefícios que essas bebidas naturais podem proporcionar, trouxemos para você cinco chás de flores que podem atuar como aliados da sua saúde. Aproveite o seu preferido, mas não se esqueça de ficar de olho nas contraindicações, ok?

VOCÊ JÁ VIU A MENSAGEM DO UNIVERSO NO HORÓSCOPO DE HOJE PARA O SEU SIGNO? VEJA AGORA NO SITE DO JOÃO BIDU! 

semana do cliente

Chás de flores para a saúde

Chá de flor de camomila contra cólica menstrual

Ingredientes:

  • 1 colher (sopa) de folhas e flores secas de camomila (Matricaria chamomilla)
  • 1/2 colher (sopa) de sementes frescas de erva-doce (Foeniculum vulgare)
  • 1/2 colher (sopa) de ramos frescos de alecrim (Rosmarinus officinalis)
  • 2 copos (250ml cada) de água fervente

Modo de fazer:

Em uma panela, coloque a camomila, a erva-doce e o alecrim. Despeje a água fervente, tampe e deixe abafado por 5 minutos. Em seguida, coe e beba 2 copos (200ml cada) por dia.

Contraindicação: 

A camomila pode causar dermatite de contato em pessoas sensíveis e, em doses elevadas, pode causar náuseas, vômitos, excitação e insônia. A erva-doce não deve ser consumida por pessoas com úlcera gástrica e, em grandes doses, a erva-doce pode causar convulsões. O alecrim não é recomendado para diabéticos, hipertensos, gestantes, pessoas com pressão alta, inflamações na pele e hipertrofia da próstata.

Chá de flor de bardana para suavizar a gastrite

Ingredientes:

  • 1 litro de água
  • 1 colher (sopa) de folhas e flores frescas de bardana (Arctium lappa)

Modo de fazer:

Em uma panela, coloque a água e leve ao fogo até ferver. Desligue, acrescente a bardana e deixe abafado por 5 minutos. Coe e beba 1 xícara (chá) a cada 6 horas.

Contraindicação:

Crianças, pessoas com diarreia crônica ou abcessos já drenados não devem consumir a bardana, seu uso externo pode provocar irritação cutânea ou ocular.

Chá de flor de maracujá contra a insônia

Você viu?

Ingredientes:

  • 1 copo de água (250ml)
  • 1 colher (chá) de flores secas de maracujá
  • 1 colher (chá) de flores e folhas secas de camomila (Matricaria chamomilla)

Modo de fazer:

Coloque as flores do maracujá e a camomila em uma xícara. Leve a água ao fogo e desligue antes de ferver. Despeje a água na xícara. Abafe por 10 minutos, coe e beba 30 minutos antes de se deitar.

Contraindicação:

Gestantes e pessoas com pressão arterial baixa não devem consumir maracujá. A camomila pode causar náuseas e dermatite de contato em pessoas sensíveis. Em doses elevadas pode causar vômitos, excitação e insônia.

Chá de flor de dente-de-leão para aliviar amidalite

Ingredientes:

  • 1 colher (chá) de folhas, flores e raízes secas de dente-de-leão (Taraxacum officinale)
  • 1 e 1/2 xícara (chá) de água

Modo de fazer:

Coloque as folhas, flores e raízes de dente-de-leão e a água em uma panela. Em seguida, leve ao fogo para ferver durante 5 minutos. Desligue, espere amornar e coe. Adoce com 1 colher (sopa) de mel. Faça gargarejos com esse chá até 3 vezes ao dia.

Contraindicação:

Em doses excessivas, o dente-de-leão pode causar náuseas, vômitos, diarreia e azia intensiva.

Chá de flores de sete-sangrias para melhorar a circulação    

Ingredientes:

  • 1/2 litro de água
  • 1/2 colher (sopa) de folhas secas de ginkgo biloba (Ginkgo biloba L.)
  • 1/2 colher (sopa) de folhas e flores secas de sete-sangrias (Cuphea carthagenensis)

Modo de fazer:

Ferva a água durante 5 minutos. Desligue o fogo, acrescente as ervas. Tampe e deixe abafado por 3 minutos. Coe e beba 1 xícara (chá) a cada 8 horas, sem adoçar.

Contraindicação:

Gestantes, mulheres em fase de amamentação e bebês não devem consumir sete-sangrias. O ginkgo biloba pode ser tóxico se consumido em doses excessivas. Pessoas idosas ou fracas devem evitar o uso.

Você sabia que as plantas também podem ser usadas rituais para diferentes finalidades? Conheça os banhos energéticos feitos com ervas

LEIA TAMBÉM

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários