João Bidu

Dica da benzedeira: Nhá Chica
Cris Meinberg
Dica da benzedeira: Nhá Chica

Nhá Chica é uma santa mineira que concede favores impossíveis. Comemora-se a data desta venerável serva de Deus no dia 14 de junho. Se você precisa de ajuda, entregue seus problemas nas mãos da Nhá Chica e faça a oração a ela.

História de Nhá Chica

Nhá Chica, símbolo de esperança e boa vontade, era grande devota de Nossa Senhora da Conceição. Nasceu como Francisca de Paula de Jesus, em São João Del-Rei, na região do atual distrito do Rio das Mortes, em 1810. Nhá Chica dedicou sua vida a suas crenças, fé e oração. Ajudou a todos que lhe procuravam, sem nenhum preconceito. Ganhou fama por ouvir as pessoas de forma amorosa e sem julgamento, sempre com bons conselhos e orações cheias de fé.

No final de sua infância, mudou-se para Baependi junto com a família. Com 10 anos de idade, sua mãe, escrava alforriada, faleceu. Com isso, Francisca se tornou responsável por si mesma e por seu irmão Teotônio, de 12 anos.

Durante o difícil momento em que se encontrava, a criança procurou consolo em Deus e na Virgem Maria, e encontrou na Virgem a figura materna que procurava quando precisava de conselhos. Tão íntima e devota que se tornou que chamava a santa de “Minha Sinhá”, que significa minha senhora. Por este motivo e pela sua devoção, o nome de Francisca passa a ser Nhá Chica.

Oração a Santa Nhá Chica

“Creio em Deus Pai Todo Poderoso e em Jesus Cristo, seu único filho, Nosso Senhor. 

Creio na Santa Igreja  e em Maria Imaculada, Nossa Senhora, que levantou entre nós Francisca de Paula Isabel que de menina órfã tornou-se serva de Deus. 

Não lia mas conhecia a verdade.

Andava com a imagem da virgem e sempre com o terço na mão. Seus olhos olhavam Maria, sua boca falava com a Mãe e fez uma igreja para Ela. 

Curou doentes do corpo, alimentou os famintos e cuidou de crianças sem lar. 

Creio na intercessão de Nhá Chica que orou e o trem parou, achava objetos perdidos, via no escuro o futuro, ficava suspensa do chão, soltou perfume ao morrer e morta operou milagres: um deles do grão de arroz. 

Você viu?

Maria pedia-lhe coisas: igreja, órgão e missas, chamando: “Nhá, Nhá, minha filha!” 

E levantada, Francisca tornou-se modelo de fé, de caridade e devoção à igreja e era apegada a Maria. 

O povo pedia-lhe graças e Deus lá do Trono atendia com chuvas de bênçãos do céu. 

E fez-se assim poderosa a intercessão de Nhá Chica. 

Portanto eu creio com fé nos santos favores celestes da piedosa e bem aventurada Francisca para curar, benzer e alcançar todo tipo de graça, principalmente a que estou precisando neste momento! Amém, que assim seja.”

Texto: Cris Meinberg, benzedeira Terra do Bugio

Instagram: @benzerbemser

@cris_meinberg

LEIA TAMBÉM:

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários