João Bidu

O que a Astrologia diz? Retrospectiva 2020 e Previses para 2021!
Bruna Giorgi
O que a Astrologia diz? Retrospectiva 2020 e Previses para 2021!

Antes de dizermos adeus a 2020 (se é que isso é possível) é importante relembrarmos como os astros estiveram posicionados e dialogando neste ano que foi um dos mais marcantes da história recente. E, sem dúvida, eles deram muitas pistas. Mas, se você acha que 2021 chegará tranquilo, leia o texto até o fim!

+ Inscreva-se no Clube João Bidu e receba conteúdo exclusivo! Basta baixar o app do Telegram no seu celular e entrar neste  LINK !

2020 - Tríplice conjunção

Planetas pessoais, como Lua, Mercúrio, Vênus e Marte, são comuns se encontrarem, pois os seus trânsitos são relativamente rápidos. Já os sociais e geracionais são difíceis. No entanto, em 2020, três deles se mantiveram alinhados quase que o ano todo em Capricórnio.

Logo no dia 12 de janeiro de 2020, os astros anunciaram um ano difícil com a conjunção exata de Plutão e Saturno em Capricórnio. Esse encontro não ocorria há 37 anos. Ao longo do ano aconteceram também conjunções exatas entre Saturno e Júpiter (que ocorre a cada 20 anos) e entre Júpiter e Plutão (que ocorre a cada 13 anos).

Assim, coletivamente era anunciado dias de contenção de despesas, transformações na forma de conduzir administrações, manifestação contra o sistema e mudanças nos poderes. Já individualmente, a força dos planetas atuou na casa do mapa natal onde está Capricórnio (especificamente entre os graus 22 e 25).

2020 - Mercúrio retrógrado 

Todos os anos, o planeta da Comunicação retrograda três vezes. E, como todos já sabem, o caos se instala, principalmente nos meios de comunicação e transporte. Em 2020, Mercúrio retrogradou nos signos de Água: Peixes (16 de fevereiro a 9 de março); Câncer (18 de junho a 12 de julho) e Escorpião (13 de outubro a 03 de novembro).

Isso significa que passamos a revisar uma comunicação mais internalizada, com o nosso próprio eu. Reflexões sobre sentimentos, emoções e análise sobre a externalização deles puderam ser observadas durante esses trânsitos.

2020 - Vênus retrógrado (13 de maio a 24 de junho)

Se Mercúrio é comum retrogradar, Vênus retrógrado acontece uma vez a cada 18 meses. E do dia 13 de maio a 24 de junho, tivemos o “prazer” de presenciar a energia estagnada do Planeta do Amor e das finanças. Esse período nos ensinou sobre a dinâmica dos nossos relacionamentos, inclusive, sobre autoestima e autoconhecimento.

Isso também é considerado um evento astrológico positivo quando se trata de igualdade de gênero. Como Vênus retrocedeu para Gêmeos, significa que o feminino (que representa o planeta) buscou a sua voz. 

2020 - Marte retrógrado 

O retrógrado de Marte ocorre a cada 26 meses e aconteceu do dia 9 de setembro a 13 de novembro, em Áries – seu signo de domicílio. Esse trânsito nos deixou um pouco desanimados, sem energia e reativos. 

2020 - Fim dos eclipses no eixo Câncer-Capricórnio

Desde 2018, vivemos mudanças e transformações profundas a longo prazo (resultado dos eclipses) no eixo Câncer-Capricórnio. A casa onde temos esses signos estão de cabeça para baixo, se comparada há dois anos. Mas em julho, ocorreu o último eclipse nesse eixo: família-carreira.

No dia 05 de junho, tivemos o primeiro eclipse no eixo Gêmeos/Sagitário. Já em 14 de dezembro, fechamos o ano com o eclipse solar total também nessa dupla de signos.

2020- Conjunção de Saturno e Júpiter em Aquário 

2020 tem grandes emoções até os 45 minutos do segundo tempo. Nos dias 17 e 19 de dezembro, Saturno e Júpiter – respectivamente – entram em Aquário e, no dia 21, se encontram em conjunção. Especialistas observam este evento como o início da Era de Aquário e o fim de um ciclo voltado muito a questões de Capricórnio, como: posse material, repressão e contenção. Os dois planetas em Aquário dão um tom de coletividade (na boa vibração), mas também rebeldia e polarização.

Para essas e outras dicas mais personalizadas, faça já seu  Mapa Astral  e descubra como os astros regem sua vida!

Eventos astrológicos importantes em 2021

Será que 2021 será melhor que 2020? Como revimos, 2020 foi um ano de eventos astrológicos raros, 2021 terá alguns inéditos e não escapará de retrogradações e eclipses.

O novo ano terá o tom da Grande Conjunção em Aquário dos planetas Saturno e Júpiter, essa energia repercutirá por todo 2021. Com Saturno em Aquário até 2023 e Júpiter permanecendo neste signo na maior parte do novo ano, também, estamos oficialmente entrando em um período marcado pela energia progressiva e progressista deste signo. Isso será sentido fortemente em fevereiro de 2021, quando seis planetas (o sol, a lua, Mercúrio, Vênus, Júpiter e Saturno) estarão todos agrupados no signo de Aquário, criando o que é conhecido como um stellium. Esse alinhamento é muito forte e conversará de maneira tensa (quadratura) com Urano em conjunção a Marte em Touro. 

Este intenso influxo de energia do signo de ar fixo de Aquário em fevereiro mudará nosso foco para questões humanitárias, avanços tecnológicos e inovações não convencionais ou revoltas e mais polarização. 

Você viu?

2021 - Mercúrio retrógrado no elemento Ar

Mercúrio também realizará seu show retrógrado em signos de ar: Aquário (a partir do dia 30 de janeiro), Gêmeos (29 de maio) e Libra (27 de setembro).  Essas retrogradações nos exigirão que lidemos com confusões de comunicação e pensamento (signos de ar). Portanto, teremos a oportunidade de reiniciar a maneira como pensamos e interagimos uns com os outros, nos ensinando a ser mais cuidadosos com nossas palavras.

2021 - Eclipses em Gêmeos/Sagitário

Todos os eclipses lunares e solares ao longo de 2021 ocorrerão no eixo Gêmeos-Sagitário. Como sempre, esses eventos trarão revelações dramáticas, finais repentinos e novos começos inesperados. O primeiro par de eclipses de 2021 chegará em 26 de maio e 10 de junho, e fechará no par de 19 de novembro e 4 de dezembro.

Esses eclipses regidos por Gêmeos e Sagitário vão catalisar grandes mudanças na maneira como pensamos e nos comunicamos com o que nos cerca, bem como nos relacionamos com o mundo em geral. Estamos aprendendo a compreender nossas emoções e relacionamentos em um nível mais lógico e mudando nosso sistema de crenças pessoais. Graças aos eclipses, nossas bússolas espirituais e processos de pensamento podem parecer diferentes quando 2022 chegar.

2021 - Conjunção Vênus e Marte

Vênus e Marte são os planetas da paixão e dos relacionamentos amorosos. No dia 13 de julho de 2021, esses planetas se encontrarão em Leão e o romance deve pegar fogo. Por essa conjunção ocorrer a cada dois anos, é possível que marque o início de um novo ciclo de relacionamentos, expressão sexual e criatividade. Outra boa notícia é que nenhum desses planetas retrogradarão em 2021.

2021 - Quadratura entre Saturno e Urano

Quadratura é um aspecto tenso, que expõe conflitos. Saturno é o planeta das regras, restrições e tradições, e está passando o ano em Aquário. Urano, por outro lado, é o planeta transformador do despertar e da revolução, e ainda permanecerá no teimoso e aterrado signo de Touro. Essas energias planetárias conflitantes virão frente a frente em três ocasiões distintas durante o curso de 2021: 14 de fevereiro, 14 de junho e uma última vez em 24 de dezembro (sim, véspera de Natal).

Essa série de disputas entre os astros causará sérios confrontos quando se trata em misturar velhas estruturas com novas formas de pensar na sociedade.

TEXTO:  Bruna Giorgi

INSTAGRAM:  @in.flua

ACOMPANHE TODAS AS PREVISÕES DE 2021 CLICANDO  AQUI

LEIA TAMBÉM:

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários