João Bidu

undefined
Redação João Bidu
A morte não é o fim: saiba como lidar com o luto

Lidar com o falecimento de um ente querido é um processo doloroso para qualquer pessoa, mesmo tendo a certeza de que a morte é algo natural para todos. O luto pode desencadear diversos sentimentos, além de tristeza e saudade, como raiva, culpa, arrependimento de não ter aproveitado melhor os momentos com o falecido e até dor.

Chega em um momento que a dor emocional é tão forte que pode ser manifestada no corpo físico, então, com o tempo, a pessoa que está de luto pode desenvolver problemas como ansiedade e depressão, prejudicando a qualidade de vida e intensificando a bolha de dor que a pessoa está inserida.

Estes sentimentos e emoções atraem com força as energias negativas. Dessa forma, o corpo espiritual e energético da pessoa ficam enfraquecidos e vulneráveis aos ataques de seres do mundo espiritual. Por fim, ocorre uma união de diversos fatores emocionais, físicos, espirituais e energéticos que derrubam a pessoa em um poço profundo de angústia.

+ Inscreva-se no Clube João Bidu e receba conteúdo exclusivo! Basta baixar o app do Telegram no seu celular e entrar neste  LINK !

Então, como lidar com o luto ? Em primeiro lugar, anote em um lugar visível da sua casa: “A vida continua”. Essa mensagem tem o objetivo de ser um lembrete diário sobre a passagem da vida. O nascer, viver e morrer é uma sequência que não tem fim; assim como houve um dia para o nosso nascimento, haverá outro que marcará a nossa morte, mas, como a vida continua, outras pessoas ocuparam o nosso espaço e assim os ciclos continuam. Tudo é passageiro e essa é a beleza da vida.

Sofra pelas suas perdas e depois lembre-se dos vivos que continuam com você. Além disso, também reflita sobre a sua vida; já que você continua a jornada pela terra, ame, chore, abrace, sorria, lute, perdoe, e homenageie os que foram por meio das boas recordações que você tem guardado.

Em vez de criar uma bolha de dor para se refugiar do mundo, compartilhe com outras pessoas os ensinamentos, as risadas e as lembranças dos entes queridos. Essa é uma forma de manter viva a imagem deles. Contudo, não esqueça que a sua vida continua, por isso não dedique todo o seu tempo olhando para o passado; siga em frente.

Na Sagrada Escritura há dois passos de como lidar com o luto . O primeiro é não negar a morte, chorando e experimentando ela; mas ainda assim se manter em conexão com as orações . “Quando um parente morrer, chore, meu filho, como se você estivesse sentindo uma grande dor e cante canções tristes. Depois, de acordo com o costume, prepare o corpo para ser sepultado e arranje uma bela sepultura. Chore amargamente, cante em voz alta as lamentações, chore tanto quanto merece a pessoa que morreu. Chore um ou dois dias, afim de que ninguém o critique, e, depois, console-se na sua tristeza” , Eclesiástico 38,16. 

O segundo conselho é não deixar que a tristeza tome conta de sua vida. “Console-se com a sua tristeza. A tristeza acaba com as forças da gente; às vezes, uma tristeza profunda pode até matar. Em tempos de aflição, existe sempre tristeza; uma vida de pobreza traz dor ao coração. Não deixe que a tristeza tome conta de você, mas mande-a embora e lembre-se que você também vai morrer. Não esqueça de que quem morre não volta; a tristeza que você sente não ajuda o falecido e faz mal a você. Lembre-se que seu fim será igual ao dele; ontem, foi a vez dele; hoje será a sua. Deixe descansar em paz a lembrança que você tem daquele que está descansando no sono da morte e conforme-se com a morte dele" , Eclesiástico 38,17-19. 

Outra leitura que também é utilizada para confortar o coração no momento de luto é um texto atribuído a Santo Agostinho : “A morte não é nada. Eu somente passei para o outro lado do Caminho. Eu sou eu, vocês são vocês. O que eu era para vocês, eu continuarei sendo. Me deem o nome que vocês sempre me deram, falem comigo como vocês sempre fizeram. Vocês continuam vivendo no mundo das criaturas, eu estou vivendo no mundo do Criador. Não utilizem um tom solene ou triste, continuem a rir daquilo que nos fazia rir juntos. Rezem, sorriam, pensem em mim, rezem por mim. Que meu nome seja pronunciado como sempre foi, sem ênfase de nenhum tipo. Sem nenhum traço de sombra ou tristeza. A vida significa tudo o que ela sempre significou, o fio não foi cortado. Porque eu estaria fora de seus pensamentos agora que estou apenas fora de suas vistas. Eu não estou longe, apenas estou do outro lado do Caminho. Você que aí ficou, siga em frente, a vida continua, linda e bela como sempre foi. Amém”

LEIA TAMBÉM:

    Veja Também

      Mostrar mais