João Bidu

meditação
shutterstock
Cuidar mais de si mesmo faz parte do Slow Living

Hoje em dia vivemos uma vida caoticamente rápida, sem termos tempo para cuidar de nós mesmos, lazeres ou até mesmo para ouvir o que nosso corpo precisa. Essa correria do dia a dia se tornou a norma e dificilmente temos tempo para ter tempo. Isso causa um caos em nossa vida que muitas vezes nos faz sentir que não a controlamos.

Nascido na Itália nos anos 80, o Slow Living foi criado junto com o Slow Food, que veio como uma resposta mais saudável ao Fast Food.

Com o objetivo de fugir dessa vida corrida, onde nunca conseguimos vencer o tempo nasceu a ideologia do Slow Living, um estilo de vida que nos leva a sair do automático e viver mais conscientemente, tendo como resultado uma vida mais leve e prazerosa.

Uma característica importante desse estilo de vida é o equilíbrio . Ele te coloca de volta no controle da sua vida, permitindo tempo o suficiente para realmente viver e fazer escolhas conscientemente, o que não significa ignorar todas as suas obrigações e responsabilidades, pelo contrário, a questão toda é fazer as coisas necessárias estando realmente presentes de corpo e alma.

Então o que muda?

Sua conexão e introspecção consigo e com o seu ambiente. A conexão com o seu verdadeiro eu e suas escolhas.

Nessa ideologia, o importante é tomar decisões e levar uma vida a qual você sinta orgulho, até mesmo no sentido do que você compra. Afinal, porque comprar uma roupa Fast Fashion que talvez tenha sido produto de trabalho escravo e só vai durar 3 lavagens, se você pode comprar de uma marca sustentável, que paga um salário justo a seus funcionários, comprando apenas aquilo que é realmente necessário e durará por anos?

A alimentação também tem um peso imperativo no Slow Living. Se tratando de um momento o qual é necessário desacelerar e estar presente, e claro, se alimentar adequadamente, tendo em mente que tudo que consumimos será para o bem ou mal do nosso organismo. Sendo assim, consumir alimentos naturais é uma maneira de nutrir o nosso corpo e melhorar nossa saúde.

Seguir uma vida mais lenta é uma forma de controlar o estresse e a ansiedade, pois nesse estilo de vida, o foco é apenas no aqui e agora , o futuro pertence ao futuro e não devemos nos preocupar com o que ainda não é atingível.

Essa também é uma técnica de autoconhecimento , já que ao desacelerar você descobre muito sobre si, desde seu relacionamento com o tempo até suas verdadeiras prioridades e gostos pessoais que você talvez nem conhecia.

TEXTO: Victoria Oliveira

LEIA TAMBÉM: 

    Veja Também

      Mostrar mais