Tamanho do texto

A atriz conta que se arrepende de ter gastado com algumas it-bags e revela que não gosta de usar minissaia


Carolina Dieckmann com sua marca registrada em Salvador: vestido longo e estampado
Felipe Souto Maior
Carolina Dieckmann com sua marca registrada em Salvador: vestido longo e estampado

Carolina Dieckmann é estilosa até quando não tem intenção. Os flagras dos paparazzi de sua vida cotidiana provam isso: mesmo com o visual mais básico, ela chama a atenção. "Sou completamente despojada, gosto de roupa confortável", avisa a atriz.

Carolina sabe o que lhe cai bem e desafia um dos preceitos da moda que diz que mulher baixa deve evitar vestidos longos. Ela usa - e muito. É sua peça favorita no guarda-roupa.

Em recente visita a Salvador, a atriz conversou sobre moda. Contou que não usa minissaia, que se rendeu a calça cintura alta e que se arrepende de ter gastado com algumas it-bags. Confira:

iG: Tem ajuda de alguém para se vestir no dia a dia?
Carolina Dieckmann: Eu mesma. Profissional de moda só entra na minha vida quando vou fazer uma capa de revista, gravar um programa como o do Canal Viva ou nas novelas, que tem as figurinistas da TV. Mas na minha vida, no meu armário, quem mexe sou eu!

Vestido longo é a peça favorita do closet da atriz, que não gosta de minissaia
AgNews
Vestido longo é a peça favorita do closet da atriz, que não gosta de minissaia

iG: Qual é a peça favorita de seu guarda-roupa?
Carolina Dieckmann: Vestido longo, sou viciada. Acho bonito, dá muita feminilidade e cai bem em qualquer ocasião. Também tenho muito macacão porque sou muito moleca, sou completamente apaixonada por essas peças.

Quando saia a bolsa da moda, eu dizia: 'Ah, eu quero, eu preciso, eu preciso'. Mas graças a Deus isso passou, como tudo na vida. Tenho muitas bolsas dessa época que não têm nada a ver comigo"

iG: E o que não entra nele?
Carolina Dieckmann: Não gosto de usar saia porque acho desconfortável. Quando veste minissaia, por exemplo, tem que ficar o tempo inteiro se policiando e eu não gosto de ficar com essa sensação.

iG: Já teve algum arrependimento fashion?
Carolina Dieckmann: Teve uma época em que comecei a comprar bolsas de grife e fiquei muito louca. Quando saia a bolsa da moda, eu dizia: 'Ah, eu quero, eu preciso, eu preciso'. Mas graças a Deus isso passou, como tudo na vida. Tenho muitas bolsas dessa época que não têm nada a ver comigo. Mas acredito que todo mundo passa por esse deslumbre de querer ter, de querer entrar naquele universo. Depois você vai encontrando seu estilo, a ter coisas que realmente quer.

Arrependimento fashion: 'Teve uma época que comecei a comprar bolsas de grife  e eu fiquei muito louca'
AgNews
Arrependimento fashion: 'Teve uma época que comecei a comprar bolsas de grife e eu fiquei muito louca'

iG: O que dizia que nunca usaria e acabou se rendendo?
Carolina Dieckmann: Calça de cintura alta é uma coisa que eu achava que nunca iria vestir, mas hoje em dia visto e gosto.

Não gosto de usar saia porque acho desconfortável. Quando veste minissaia, por exemplo, tem que ficar o tempo inteiro se policiando"

iG: Inspira-se em alguém na hora de compor um look?
Carolina Dieckmann: Em mim mesma. Gosto de me vestir com um jeito que não fique com cara de outra pessoa. A roupa tem que exibir um pouco do que é a pessoa, do que tem nela.

iG: Qual o segredo para manter a boa forma?
Carolina Dieckmann: Genética (risos). A atividade que eu gosto mesmo é o balé. Também faço muay thai e aula de funcional.

VEJA AQUI TODAS AS NOTÍCIAS DE MODA

O macacão compete com o vestido em seu guarda-roupa: 'Tenho muito macacão porque eu sou muito moleca'
AgNews
O macacão compete com o vestido em seu guarda-roupa: 'Tenho muito macacão porque eu sou muito moleca'


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.