Tamanho do texto

A padronagem indiana colore todas as peças do guarda-roupa e propõe combinações ousadas nesta temporada

A estampa indiana clássica que surgiu em xales de caxemira e ficou famosa com o nome da cidade da Escócia em que passou a ser amplamente produzida vai dominar a temporada de primavera e verão. "No início, ela estampava xales e lenços e foi usada pela aristocracia britânica. Nos anos 1970, na era hippie, foi usada em bandanas, lenços, batas e vestidos e hoje a estampa é encontrada em todas as peças do vestuário com uma forte referência no estilo boho hippie chic", explica a consultora de moda e stylist Juliana Maia.

Alexa Chung, Olivia Palermo e Sandra Bullock são fãs da padronagem
Getty Images/Pinterest
Alexa Chung, Olivia Palermo e Sandra Bullock são fãs da padronagem

A americana Tory Burch foi uma das grifes que apostou forte na tendência. "Eu sempre amei o paisley, me lembra das viagens para a Índia e das tapeçarias e tecidos incríveis que vi lá. Combina ótimos elementos: grafismo, cor, movimento e história", diz a estilista Tory Burch.

"A estampa paisley vai bem em todas as ocasiões, inclusive em eventos mais formais. No entanto, minha sugestão é usar a estampa pontualmente num item do look. Uma calça alfaiataria preta, uma regata de seda preta e um blazer com estampa paisley já cria um look mais formal para um jantar ou uma festa", exemplifica Juliana.

Para quem quer de fugir do óbvio, a stylist sugere combinar o paisley com outras texturas e padronagens e até mesmo entre si. "Listras, brilhos, bolas... A mistura de estampas é uma referência muito forte nos dias de hoje. Uma sugestão é combinar uma saia com estampa paisley em tons terrosos com uma regata com estampa paisley em tons de azul. É como combinar qualquer outra padronagem, xadrez com xadrez, listras com listras, enfim, sem regras, mas com algum cuidado."

Treine diferentes combinações da estampa na frente do espelho e ouse sem medo.

LEIA AQUI TODAS AS NOTÍCIAS DE MODA