A polícia russa deteve duas integrantes da banda punk Pussy Riot nesta quinta-feira (8), disse o ativista Pyotr Verzilov, um dia depois de o grupo pendurar bandeiras de arco-íris em edifícios do governo no dia do aniversário do presidente Vladimir Putin para defender os direitos LGBT.

Membros do grupo Pussy Riot durante ação na quarta (7) em que penduraram bandeiras LGBT na fachada de prédios públicos em protesto contra Putin
Reprodução/Facebook
Membros do grupo Pussy Riot durante ação na quarta (7) em que penduraram bandeiras LGBT na fachada de prédios públicos em protesto contra Putin


Verzilov, ativista anti-Kremlin associado ao Pussy Riot, publicou vídeos nas redes sociais que mostram policiais detendo duas mulheres que ele identificou como as ativistas Maria Alyokhina e Nika Nikulshina. Não ficou claro de imediato por que elas foram detidas.


O grupo também usou as redes sociais para condenar as prisões e exibir as cenas da atuação da polícia.

    Veja Também

      Mostrar mais