Tamanho do texto

Britânica conta como o excesso de pele flácida em seu corpo afeta sua autoestima e faz com que ela se sinta muito mais insegura do que antes

Quando decidiu mudar de vez seu estilo de vida e começou a perder peso, Steph O'Shea, de 27 anos, não imaginava o problema que iria enfrentar. Depois de emagrecer mais de 133 quilos, ela achava que se sentiria mais bonita e empoderada, mas, na verdade, agora sua autoestima foi completamente afetada e sua insegurança corporal é maior do que nunca.

Leia também: Blogueira vence compulsão alimentar e consegue emagrecer 51 kg

Steph de sutiã e calcinha, mostrando a pele flácida de sua barriga após emagrecer
Reprodução/Daily Mail
Alám da questão estética, a pele flácida de Steph também a incomoda fisicamente, já que causa dores e desconforto

"Eu queria perder peso para aproveitar a vida, usar certas roupas e ser ativa, em vez de desejar isso ou só ver outras pessoas se divertindo”, conta ela ao portal britânico Daily Mail . No entanto, o que aconteceu foi exatamente o contrário.

“Eu pensava que emagrecer me deixaria mais feliz, mas a pele solta destruiu minha confiança”. Uma vez que se perde muito peso, como no caso de Steph, é natural que a pele que envolvia a gordura fique flácida, e não existem exercícios que consigam “ajustá-la” novamente.

Apesar de estar mais magra, o novo peso não fez com que ela se sentisse melhor consigo mesma, como a britânica imaginava.

“Meu parceiro me ama independentemente de quantos quilos tenho, mas ele diz que eu não sou a mesma pessoa e que estou mais reservada agora que perdi peso. Estou mais insegura”, afirma.

A mulher, que é de Staffordshire, na Inglaterra, conta que sofre com os efeitos causados pelo emagrecimento e o excesso de pele que agora carrega. "Minha pele flácida  fica dolorida, então eu uso cremes quando há transpiração excessiva ou sinto que a pele está esfregando nas roupas. Também tenho que usar trajes íntimos que agem como uma barreira [entre a pele e as roupas] e para que meu estômago não fique suspenso”.

Além disso, ela fala que o excesso de pele a impede de ser tão ativa quanto gostaria por se sentir constrangida em relação a seu corpo atual. “Tenho consciência de que as pessoas podem ouvir minha pele se movimentando na academia, então uso roupas por baixo para me segurar, o que geralmente é desconfortável."

Leia também: Como perder peso com saúde? Mulher supera vício em comida e elimina 65 kg

Processo para emagrecer

Steph aparece na primeira foto gorda, antes de emagrecer, e na segunda ela está 133 quilos mais magra
Reprodução/Twitter @StephOshea1
Steph O'shea conta que para emagrecer mais de 130 quilos, ela uniu equilíbrio e moderação

Steph é mãe de dois filhos, e começou a buscar ajuda para perder peso depois que começou a sofrer problemas de saúde por causa de seu corpo. Ela conta que iniciou a jornada cortando alimentos processados, ​​como carne e batatas fritas.

"Eu costumava sobreviver com um café durante o dia e depois comia um prato grande de comida frita e processada, principalmente, à noite”, lembra.

Hoje, com uma dieta balanceada, ela conta que fez toda a diferença na balança. "Cortei o máximo de alimentos processados ​​que pude. Hoje eu me limito a uma refeição dessas por mês, e normalmente sou eu quem faço minhas refeições, incluindo carnes magras e grelhadas ou então cozidas, em vez de fritas”, pontua.

Ela defende que o segredo para emagrecer tem a ver com equilíbrio e moderação. “Eu ainda como batatas fritas, chocolate e bebo álcool, mas tento manter minha ingestão de líquidos em torno de dois litros por dia e vou à academia três vezes por semana, por uma hora."

Ajuda para eliminar o excesso de pele solta

Antes e depois da mulher
Reprodução/Daily Mail
Ao perder peso, Steph conta que o excesso de pele faz com que ela se sinta muito mais insegura do que antes

A britânica afirma que tentou fazer a cirurgia para remoção do excesso de pele pelo sistema público de saúde, mas teve o pedido negado. "Eu não quero continuar tendo problemas com roupas e nem ter que me esconder e encobrir do mundo”, lamenta.

Ela diz que se sente feliz com a pessoa que é, mas “incrivelmente constrangida” desde que iniciou o processo para emagrecer e isso tem afetado completamente sua vida. “Sinto que ainda preciso me cobrir para impedir comentários e olhares grosseiros”.

Leia também: Mulher volta a usar vestido de noiva após emagrecer 50 kg e diz como perdeu peso

Para isso, Steph está tentando angariar fundos e conseguir pagar a própria operação, que custa cerca de 12 mil libras, o equivalente a mais de R$ 60 mil. “Sei que é uma quantia grande e eu não queria estar nesta situação, mas não tenho outra opção”.