Tamanho do texto

Se a MPB tem um sexo, ah, ele é feminino: musas que inspiraram canções famosas e as letras revelam papel da mulher em cada década

O que é uma musa? Desde que lancei o livro "Musas e Músicas - A mulher por trás da canção", é algo que sempre me perguntam. O livro conta as histórias das mulheres que inspiraram músicas com nomes femininos - de Amélia a Anna Júlia, para resumir.

Anna Julia, musa do Los hermanos
Arquivo pessoal
Anna Julia, musa do Los hermanos

No caso das canções, a musa é a inspiração em forma feminina. Pode ser uma mulher real ou imaginária. A musa é como a bailarina na caixinha de música. Querer saber quem ela é ou como foi parar ali é como tentar desvendar um truque de mágica.

A musa é como a bailarina na caixinha de música. Querer saber quem ela é ou como foi parar ali é como tentar desvendar um truque de mágica"

Muitas vezes sequer o compositor sabe explicar, talvez porque o vestido vermelho na verdade era azul, ou os olhos verdes tenham se tornado "morenos", para disfarçar a identidade da musa, como na canção "Lígia", de Tom Jobim.

O que se pode afirmar é que elas são inesperadas. Musas acontecem. Muitas delas nem se sabiam musas, só descobriram depois da homenagem feita. Daí a razão do sucesso de tantas canções, eternizadas em um nome feminino, enquanto as musas "fabricadas" de hoje caem no esquecimento rapidamente.

Mês da mulher

Pensando no mês da mulher, data tão polêmica que inspira reflexão, crítica e também homenagens, por que não? Afinal, ser humano já está puxado, ser mulher, então... Posso contar que cada década teve sua musa, e que fomos virando a mesa também nas canções.

1950

O que dizer de Amélia, a musa submissa dos anos 50, aquela que "era mulher de verdade"? Na mesma época, havia outras canções com conteúdo machista, como "Emília", composição de Wilson Batista, que teve a cara de pau de escrever: "Quero uma mulher que saiba lavar e cozinhar, que me acorde na hora de trabalhar". Amélia e Emília seriam amigas?!.

Ainda bem que na sequência chegou a cantora Maysa, cheia de atitude, e deu um chega pra lá com seu vozeirão: "Ouça, vá viver a sua vida com outro bem, eu já cansei de pra você não ser ninguém...". Tempos também da risonha "Rita" do Chico: "A Rita levou meu sorriso, no sorriso dela...". Ufa. Dali em diante tudo melhorou.

Zezé Motta: são delas as 'unhas negras' da 'Tigresa'
Antônio Guerreiro/Reprodução revista Status
Zezé Motta: são delas as 'unhas negras' da 'Tigresa'

1970

A "Tigresa", nos anos 70, entrou em cena com suas unhas negras cravadas em Caetano, contando que "gostava de política em 1966" e que "com alguns homens foi feliz, com outros foi mulher". Quem nunca?

1980

Nos anos 80, foi Ivan Lins quem ganhou as paradas com sua "Vitoriosa", aquela que "não tem vergonha de aprender como se goza". Sem esquecer da "Dona", de Sá & Guarabyra, com seus "sonhos sempre verdadeiros".

1990

Nos anos 90, por sua vez, a musa bandida Kátia Flávia, de Fausto Fawcet, veio quebrando tudo, fazendo companhia a tantas outras homenageadas em clima de "amor negro", como define o compositor. "Cabe ao homem enaltecer a mulher até quando ela não merece", me diz Fausto Fawcett. Adorei! Sem esquecer que, na mesma época, a doce "Anna Júlia", musa eterna de Los Hermanos, arrebatava corações nos corredores da PUC-Rio, como uma Garota de Ipanema moderna, com seu doce balanço a caminho da sala de aula, inspirando os versos: "Quem te vê passar assim por mim, não sabe o que é sofrer...".

Popozudas e funk

E o papel da musa, assim como o da mulher, foi se tornando mais democrático, dando espaço ainda para as "cachorras" e "popozudas" do funk, que não deixam de ter sua atitude e seu lugar ao sol nesse eclético repertório.

Musa de Lenine: "todas elas juntas num só ser"

Anna Barroso com Lenine: musa de 'Todas Elas'
Arquivo pessoal
Anna Barroso com Lenine: musa de 'Todas Elas'

O compositor Lenine, apaixonado pela musa com quem está casado há três décadas, dá uma das definições mais bonitas do livro: "Musa é trampolim e rede de segurança", enaltecendo o papel de sua mulher, Anna Barroso, que simplesmente diz: "Musa é toda mulher que sabe ser amiga e companheira do seu amor" . E, para você, o que é uma musa?

Musas e Músicas - A Mulher Por Trás da Canção (ed. Tinta Negra, R$ 45)
Reprodução
Musas e Músicas - A Mulher Por Trás da Canção (ed. Tinta Negra, R$ 45)

* Rosane Queiroz , jornalista e cantora, é autora de "Musas e Músicas - A Mulher Por Trás da Canção", que conta 33 histórias de canções da MPB com nomes femininos, revelando quem foram as musas inspiradoras.