Tamanho do texto

Opinião da maioria dos internautas sobre episódio envolvendo Luciana Gimenez e uma publicação internacional é de que chamar a apresentadora de destruidora de lares é machismo

Na quarta-feira (23), uma reportagem do jornal britânico "Daily Mail" se referiu a Luciana Gimenez como "destruidora de lares" ao relembrar o envolvimento dela com o roqueiro Mick Jagger, há 17 anos. Os dois são pais de Lucas Jagger.

+ Mulher de 57 anos gasta mais de R$ 200 mil em plásticas para ficar igual à filha

Mick Jagger e Luciana Gimenez
Divulgação
Mick Jagger e Luciana Gimenez


O Delas perguntou: é machismo chamar publicamente a apresentadora de destruidora de lares?

A opinião da maioria dos internautas sobre o episódio é de que chamá-la de destruidora de lares é machismo porque, "afinal, a responsabilidade do fim do casamento é da pessoa comprometida". Isso porque a publicação afirma que o relacionamento da brasileira com o roqueiro se deu durante o casamento dele com Jerry Hall.

+ "Fico feliz por minha filha ser stripper e pagar por nossas cirurgias plásticas"

Machismo

“No caso em que um homem comprometido em uma relação monogâmica trai a mulher com outra, a responsabilidade é do homem. Esse tipo de ponto de vista [culpabilização da mulher] acaba tirando a responsabilidade dele”, pondera Tica. Ou seja, para a socióloga, é comum quando um homem comprometido trai sua namorada ou esposa com outra a responsabilidade cair apenas sobre a mulher, que seduziu o rapaz indefeso. Até a traída é criticada por deixar o parceiro ir ‘procurar na rua’ o que não encontra em casa.  

A sua opinião

No perfil principal do portal iG, internautas também aproveitaram o espaço e o assunto para opiniar e contar suas histórias.

No perfil do iG Delas do Facebook, as mulheres comentaram
Reprodução
No perfil do iG Delas do Facebook, as mulheres comentaram



Comentários no perfil do IG
Reprodução
Comentários no perfil do IG



Entenda o caso

De acordo com a publicação, a apresentadora da RedeTV! teria ficado por oito meses antes de engravidar e foi apontada como o motivo para o fim do casamento do roqueiro com a socialite Jerry Hall.

O tabloide ainda afirma que Jerry, que se casou no início deste mês com o magnata Rupert Murdoch, não teria perdoado Luciana pela traição e, por isso, não a convidou para o casamento. O jornal ainda lembra que outras ex de Mick Jagger foram convidadas.

Atualmente, ela é casada com Marcelo de Carvalho, com quem tem Lorenzo, de 5 anos. "Eles têm uma casa de milhões em Nova York, uma residência de férias em uma ilha no Brasil, e ela está em uma forma formidável. A história de Luciana é certamente a prova deprimente de que a fama moderna pode ser conquistada sem esforço ou talento... apenas com uma dose de descaramento", diz a publicação. Luciana não quis se manifestar sobre o assunto, e precisa?

+ Ditados populares ou olhares, o machismo está nos detalhes e incomoda muito

Filhos de Mick aceitam Luciana

A apresentadora tem uma boa relação com a família do músico. Em julho do ano passado, inclusive, no aniversário dele em Nova York, ela figurou em um jantar privado ao lado da maioria dos filhos dele, netos e amigos. Luciana, inclusive, estava ao lado dos filhos de Jerry Hall e foi a única mãe de filho dele convidada.

A reportagem do 'Daily Mail' causou indignação, inclusive, em internautas do próprio jornal. Um deles chegou a comentar: "Alguém está levando isso a sério? O homem faz sexo com milhões de mulheres, quem disse que ele seria fiel? Ele é o destruidor de seu lar e não as mulheres que se jogam em cima dele".

A reportagem do 'Daily Mail' causou indignação, inclusive, em internautas do próprio jornal
Reprodução
A reportagem do 'Daily Mail' causou indignação, inclusive, em internautas do próprio jornal

Responsabilidade

O que mais surpreende? A pessoa responsável pelo artigo é uma repórter, chamada Alisson Boshoff.

Tica Moreno, socióloga da Sempreviva Organização Feminista, já falou sobre o tema aoDelas. Ela entende que o comportamento machista de algumas mulheres dificulta a luta por igualdade de gênero. “É fundamental que as mulheres se unam, uma mulher sozinha não vai conseguir fazer muitas mudanças na sociedade”, argumenta. “É preciso deixar de olhar as amigas como possíveis rivais, não reforçar antigas crenças e chavões”, acrescenta Ana. 

#MinaRespeiteAsMinas

No Mês da Mulher, o Delas sugere uma reflexão sobre o respeito que cada mulher pode ter pela outra; topa? Veja mais aqui

Luciana Gimenez e o marido, Marcelo de Carvalho
Reprodução/Instagram
Luciana Gimenez e o marido, Marcelo de Carvalho


    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.