Tamanho do texto

Vlogueira feminista Jout Jout rebateu Jô Soares após comentário do apresentador sobre "cara de puta" e perfis feministas detonam nas redes

Jô Sores entrevistou a vlogueira Julia Tolezano, do canal "JoutJout Prazer" no YouTube, que produz conteúdo feminista e se tornou uma web celebridade ao compartilhar suas opiniões sobre situações do cotidiano feminino.

Jout Jout entrevistada por Jô Soares
Reprodução
Jout Jout entrevistada por Jô Soares


Uma frase de Jô deixou a convidada visivelmente incomodada, a ponto de rebater o comentário do apresentador. 

"Cara de puta"

Jô fez o comentário após assistir a um dos vídeos mais famosos de JoutJout, chamado "Não tira o batom vermelho". "Mas todos dizem que a moça tem 'cara de puta'? Mas não tem nenhuma que esteja realmente com 'cara de puta'?", questiona.

Jout Jout, aparentemente desconfortável, rebate: "O que é 'cara de puta', não é mesmo?". "Você olha para a cara da mulher e diz: Essa daí ganha um dinheiro para transar. Você não fala isso, eu acho, né? Não sei se tem essa cara", afirma ela.

Atores gravam vídeo emocionante contra machismo e a favor do direito ao aborto

"A pessoa não precisa ser puta para ter cara de puta", continua Jô. "Então, mas qual é a cara da puta", diz ela. "Aliás, ao contrário: a boa puta não tem cara de puta. Não é verdade?", fala Jô em seguida. "Vai do gosto de cada um, né?", não desiste Jout Jout. "Mas não é legal para a profissão sair toda fantasiada de puta. Não é mesmo", conclui o apresentador.

A plateia ri, e Jout Jout tenta evitar o riso antes de responder: "É, não sei".

Dê sua opinião sobre o episódio na enquete abaixo:


Maynara, administradora do perfil 'Empodere duas Mulheres', ao iG Delas: 'Tem um contexto muito ruim continuar estereotipando mulheres, taxando de puta ou não-puta'
Arquivo pessoal
Maynara, administradora do perfil 'Empodere duas Mulheres', ao iG Delas: 'Tem um contexto muito ruim continuar estereotipando mulheres, taxando de puta ou não-puta'


Conceito misógino

O momento foi compartilhado no perfil "Empodere duas mulheres", do Facebook, administrado também pela cineasta feminista Maynara Fanucci. "Vamos combinar que 'cara de puta' é um conceito misógino e que esse reforço de estereótipo não é engraçado?", aponta a publicação do perfil, com mais de 206 mil curtidas. O compartilhamento do vídeo na página contabilizava, na tarde desta sexta (13), mais de 2 mil comentários e a mesma quantidade de compartilhamentos.

Tem um contexto muito ruim continuar estereotipando mulheres, taxando de puta ou não-puta"

"Tem um contexto muito ruim continuar estereotipando mulheres, taxando de puta ou não-puta. Acabamos ficando sempre dentro dessa roda misógina que nos baseia e nos reduz a condições criadas por homens misóginos que querem que nossa existência seja reduzida a isso", lamenta Maynara ao iG Delas . "Não é sobre ser puta ou não, é sobre continuar se baseando em cima de criações de homens machistas, misóginos, que nos subjulgam como inferiores sendo puta ou não", continua.

Vamos combinar que "cara de puta" é um conceito misógino e que esse reforço de estereótipo não é engraçado?

Posted by Empodere Duas Mulheres on Sexta, 13 de novembro de 2015


Bolsa, roupas e acessórios estampadas com órgão sexual feminino; você usaria?

No Twitter, o assunto foi muito comentado e alguns internautas detonaram a atitude de Jô.


+  "Você é sexy demais para ser engenheira": foto gera campanha contra sexismo






    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.