Tamanho do texto

Jake Falchi, maquiadora e porta voz da M.A.C no Brasil, foi confundida com homem homossexual por atendente: "Gritei que aquilo além de um grande equívoco era crime"

Maquiadora Jake Falchi foi vítima de preconceito em clínica de depilação
Reprodução/Facebook
Maquiadora Jake Falchi foi vítima de preconceito em clínica de depilação

Nessa quarta-feira (28), a maquiadora Jake Falchi conta que passou por uma situação constrangedora e criminosa na clínica de depilação Millenea, localizada no bairro de Santa Cecília, em São Paulo.

Segundo ela, ao tentar entrar no local, a atendente afirmou que não era permitida a entrada de homens. Pelo visual andrógeno, Jake, que já está acostumada com a confusão, tentou reafirmar com bom humor que era mulher. No entanto a profissional da franquia continuou barrando a entrada da moça.

Não obstante a situação de discriminação, a atendente afirmou também que homossexuais não poderiam entrar na clínica. O episódio foi relatado no perfil da maquiadora no Facebook:

A gente nunca espera ser confrontado com todo o machismo e homofobia da sociedade, mas a vida dá um jeito de esfregar...

Posted by Jake Falchi on  Quinta, 29 de outubro de 2015



    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.