Tamanho do texto

Deu aquela vontade de continuar em casa descansando ou na praia com os amigos? Vamos te dar alguns motivos para você ter ânimo e voltar ao trabalho

O feriado chegou ao fim!  Agora, você tem que trabalhar e precisa de muita força para voltar à rotina.

Isso porque, durante os dias de folga, o seu corpo liberou muita endorfina enquanto você fazia só o que te dá prazer - e essa sensação vicia. E, depois de três dias de descanso e curtição, não é fácil voltar a acordar cedo e cumprir jornada esticada no escritório ou na faculdade.

Foi pensando nesse sentimento de desânimo (sim, sinto o mesmo drama!) que enumeramos alguns dos melhores motivos para você adquirir aquele gás que faltava, voltar renovado e bater todas as metas. 


As histórias que serão contadas

via GIPHY

Chegando ao ambiente de trabalho você reencontra seus amigos que terão ótimas histórias para contar sobre o feriado deles. A diversão é garantida!


Ter dinheiro para a viagem dos seus sonhos

via GIPHY

Sabe aquela viagem que está planejando há anos? Você precisa trabalhar para juntar dinheiro. Então, rale sem medo. 


A força e a esperança estão renovadas

via GIPHY


Olhar sempre o lado positivo das coisas ajuda muito. Não pense apenas em como você ainda queria estar de folga, curtindo a viagem com os amigos ou com a família. Pense que o tempo é de recomeço, use a força renovada para dar os primeiros passos para conquistar algo que tanto sonhou. 

Você comerá menos

via GIPHY

No feriado, você sai da dieta, come todas as delícias que tem vontade. Ainda mais no Dia das Crianças, quando a gente rouba as gordices dos primos, sobrinhos, filhos... A volta à rotina pode ser perfeita para uma alimentação mais saudável e a manutenção do "corpitcho".


Mais paciência para resolver problemas

via GIPHY

Os dias de descanso fizeram com que você esquecesse os problemas. Agora, com a cabeça mais tranquila, você terá paciência e disposição para resolvê-los. Então, foco e deteminação para todos nós!



    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.