Tamanho do texto

Medida foi tomada pela rede depois que uma cliente britânica postou uma foto na internet reclamando das proporções irreais usadas pela marca

Cliente manifesta indignação pelas proporções irreais dos manequins usados pela Topshop
Reprodução/Facebook
Cliente manifesta indignação pelas proporções irreais dos manequins usados pela Topshop

A rede de roupas femininas Topshop anunciou que vai deixar de usar manequins supermagros depois que uma cliente postou a foto de uma calça em seu Facebook reclamando  das proporções, que ela chamou de “ridículas”.

Ela pediu ao dono da rede para se responsabilizar pela mensagem que a marca está passando para as mulheres, especialmente para as adolescentes. O recado teve grande repercussão nas redes sociais e a empresa inglesa prometeu que não vai mais renovar os pedidos com o fabricante dos manequins, que têm em média 1,85 metros de altura e uma magreza inacreditável.

Mas a rede não é a única a adotar o estereótipo das passarelas em seus manequins. Basta olhar as demais vitrines para perceber que muitas lojas ao redor do mundo usam figuras esqueléticas para vender roupas.

Leia mais:

Blogueira plus size prova que manequim 50 combina com estampas e barriga de fora

Loja aposenta manequim com cintura ‘impossível’ após reclamação de clientes


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.