Tamanho do texto

Estudo inédito revela: quem leva as próprias sacolas quando vai ao supermercado tende a comprar mais junkfood; entenda as razões desse comportamento

Sacolas retornáveis: quem usa tende a comprar mais 'porcaria', apontou pesquisa
Pinterest/CSPI
Sacolas retornáveis: quem usa tende a comprar mais 'porcaria', apontou pesquisa

Pessoas que se preocupam em levar sacolas reutilizáveis quando vão ao supermercado são vistas como preocupadas com o ambiente. Um estudo realizado pelo Journal of Marketing revelou um comportamento inusitado sobre estes consumidores: eles tendem a comprar alimentos orgânicos e saudáveis, claro, mas também são muito mais propensos a comprar aquilo que as mães e avós chamam de “besteiras” – alimentos com alto teor calórico e níveis reduzidos de nutrientes.

Uma Karmarkar e Bryan Bollinger, autores do estudo, têm uma teoria para explicar essa contradição: por agirem de forma responsável com o ambiente, os consumidores ecologicamente corretos sentem necessidade de se recompensar pela boa ação comprando alimentos engordativos e com excesso de sal ou açúcar. O estudo é um dos primeiros a avaliar as mudanças no comportamento de compra de quem utiliza as sacolas reaproveitáveis no supermercado.

Para chegar nestes resultados os autores fizeram experiências com 111 clientes de uma rede de supermercados na Califórnia (69 mulheres e 42 homens, com idades entre 18 e 72 anos). Eles analisaram o comportamento de consumidores que levavam as próprias sacolas e também dos que utilizavam as do supermercado. O resultado foi inesperado: a maioria dos clientes ecologicamente conscientes tendeu a comprar mais chocolates, biscoitos, batata frita e outros, em relação aos que usavam as sacolas do supermercado.

"Nossas descobertas trazem resultados importantes para os gestores de supermercados. Nas lojas onde sacolas reutilizáveis são populares, a comercialização de alimentos orgânicos poderia dar margem a uma maior venda de alimentos classificados como junkfood", disseram os pesquisadores em nota do Journal of Marketing.

++ Preocupado com a saúde de seus filhos? Veja a seguir quais são os piores alimentos para crianças:



Leia mais no Delas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.