Tamanho do texto

'E se tratássemos todos os consentimentos como a sociedade trata o consentimento sexual?', questiona página

Uma revista online norte-americana resolveu usar situações cotidianas para ilustrar como o consentimento na hora do sexo é banalizado na sociedade, que acaba criando justificativas para ignorar estupros.

Em tirinhas, publicadas há cerca de uma semana, as editoras do "Everyday Feminism" conseguiram mostrar como a cultura julga razoáveis vários pretextos para violência sexual.

'E se tratássemos todos os consentimentos como a sociedade trata o consentimento sexual?', questionou o site.

Veja abaixo algumas das tirinhas publicadas.

Tirinhas ilustram: 'E se ninguém pudesse mudar de ideia sobre nada?'
Reprodução internet
Tirinhas ilustram: 'E se ninguém pudesse mudar de ideia sobre nada?'






'Você disse que queria...' e 'Olha a sua roupa' são desculpas comuns para estupros
Reprodução internet
'Você disse que queria...' e 'Olha a sua roupa' são desculpas comuns para estupros







'Da primeira vez tava tudo bem' e 'Você disse que curtia' ilustram desculpas usadas para banalizar estupro
Reprodução internet
'Da primeira vez tava tudo bem' e 'Você disse que curtia' ilustram desculpas usadas para banalizar estupro



Leia também:
- O amor na era digital
- Esmalte antiestupro muda de cor se há droga na bebida
- Quem são e o que pensam as jovens da nova geração feminista

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.