Tamanho do texto

Rafael e Isabela foram na contramão da maioria dos recém-casados: depois do “sim”, largaram empregos e caíram na estrada para passar a lua de mel no mundo todo

Imagine viver dentro de um jipe, rodando o maior número de continentes possível, conhecendo culturas diferentes e experimentando comidas típicas, acompanhado apenas de sua cara-metade. Foi assim que Rafael e Isabela Ávila, viajantes de carteirinha, resolveram passar a lua de mel: fazendo uma grande viagem ao redor do mundo. “Desde que começamos a namorar essa ideia de uma volta ao mundo nos soava quase óbvia”, conta Rafael. “Sempre fomos loucos por viagem”.

Com um grande roteiro e muita vontade, o casal lançou o projeto “Day Trippers”, um site para documentar todos os detalhes de cada parada, com fotos e textos. Para se dedicar integralmente ao projeto, ambos tiveram que abandonar seu antigo estilo de vida: ela, um emprego de operadora de turismo; ele, a gerência financeira de uma rede de shoppings. “Tínhamos vontade de sair da rotina sem data para voltar, com tempo para conhecer a fundo os lugares, as culturas e as pessoas, então começamos a nos questionar o que vínhamos vivendo e resolvemos deixar tudo de lado para viver essa experiência”, explica o viajante.

Iniciada no Rio (RJ) em janeiro, a viagem já contou com uma parada inesperada em Ribeirão Preto (SP) graças a problemas técnicos no veículo. A pausa foi uma dica para reforçar os pedidos de proteção, o que levou o casal a acender velas para Nossa Senhora Aparecida e o Arcanjo Rafael. Contornado o imprevisto e com as orações encomendadas, eles seguiram para Bonito (MS) e Foz do Iguaçu (PR), para então cruzarem a fronteira e explorarem o Paraguai. Depois de visitar a América Latina, eles voltaram para o território nacional e estão, atualmente, no Amazonas – o lugar que estavam ansiosos para conhecer.

“A Amazônia sempre esteve em nossos sonhos de viagem: a maior floresta do mundo com fauna e flora únicas e com uma cultura muito própria. Queremos conhecer um pouco do que consideramos a maior riqueza do nosso país”, diz Rafael.

Experiência

Antes de planejar esta viagem, o casal já tinha visitado outros continentes: ambos já haviam “mochilado” pela Ásia, África, América do Sul e Europa. “Essa paixão era uma das nossas maiores afinidades”, comenta o noivo.


O casal observa a vista do Deserto do Atacama, no Chile
Reprodução
O casal observa a vista do Deserto do Atacama, no Chile

Dos lugares que já conheceram, Rafael e Isabela citam o Parque Nacional Torres Del Paine, no Chile, como um dos mais interessantes. “Com uma paisagem exuberante de picos nevados da Cordilheira dos Andes é o que mais se destaca quando se fala em visual de natureza, além de ser o mais diferente do que vemos no Brasil”. No quesito tradição, porém, Machu Picchu não escapa: as ruínas peruanas surpreenderam pela beleza e meticulosidade. “O Peru impressionou diversas vezes, afinal são milhares de sítios arqueológicos pelo país”, descreve o ex-gerente.

Com 36 países no roteiro total, 36.390 quilômetros já rodados, 258 dias de viagem, 106 cidades e 10 países visitados e 3.775 litros de combustível gasto, o casal está surpreso com o tempo que a viagem deve levar de fato. Antes prevista para terminar em um ano e meio, a jornada provavelmente consumirá o dobro. “A prática tem nos mostrado que uma viagem longa de carro é muito diferente da teoria. Já se passaram 8 meses e ainda estamos no norte do Brasil”.

Dicas para viajar de avião com as crianças

Para bancar a viagem, o casal economizou dinheiro por muito tempo. Mas, ao longo do caminho, conseguiram patrocínio de empresas como a Carbonell e Gomes da Costa. “Sem deixar de curtir, estamos sempre trabalhando em busca de parcerias. Estendemos a viagem e estamos buscando alternativas para dar continuidade ao nosso projeto, seja na redução do orçamento diário ou na geração de alguma receita”, explica o viajante.

Mesmo longa, trata-se da lua de mel do casal. Estar 24 horas por dia juntos pode ser um desafio. Como está sendo essa experiência? “Temos uma sintonia muito forte e a convivência diária tem nos ensinado muito. É um exercício diário de respeito, companheirismo, parceria, amizade e, claro, muito amor”, diz Rafael.

Para saber mais sobre a viagem do casal, acompanhe o site DayTrippers.

Leia também
Dupla que viaja o mundo se casando diz 'sim' pela 24ª vez no Brasil
Vida nova na terceira idade: ela fez uma viagem de jipe para o Atacama aos 60