iG Delas

Colunistas

enhanced by Google
 

Um Olhar Astrológico

Monica Horta é jornalista e astróloga

Jornalista e astróloga, Monica Horta é autora do livro “Aniversários – Um Olhar Astrológico sobre a Vida”

O tempo de Libra

Mercúrio entra junto com Saturno em Escorpião e obriga a pensar antes deagir. O pensamento se torna mais profundo e tudo se torna mais devagar

01/10/2012 15:10

  • Mudar o tamanho da letra:
  • A+
  • A-
Compartilhar:

Desta vez, o normalmente suave e pacífico tempo de Libra é testemunha de mudanças bruscas e desafios complicados que nos fazem pensar mais em guerra do que em paz. Isso acontece porque os planetas em Libra estão encarando de frente os problemas causados pela tensão que está vindo da quadratura entre Plutão e Urano.

Este ano, o espírito da diplomacia está sendo testado até o seu limite. Talvez mais para o final do mês, quando o Sol e Saturno estiverem juntos em Escorpião, a gente consiga saber quem vai se sair melhor desse confronto entre as forças ligadas à paz e as forças que apostam e tiram vantagem da guerra. Esse quadro se delineou no dia 22 de setembro, quando o Sol entrou em Libra, e vai ganhar novos contornos durante o mês de outubro com planetas importantes mudando de signo.

Logo no dia 3, Vênus entra no signo de Virgem e de lá faz uma oposição com Netuno, que está em Peixes. Esta configuração fala de uma overdose de imaginação, algo que pode nos afastar bastante da realidade.

Mas o acontecimento astrológico mais importante do mês acontece no dia 5: é a entrada de Saturno no signo de Escorpião.

Depois de dois anos no signo de Libra, o Deus do Tempo alivia o excesso de exigência e começa a nos fazer entender a necessidade das transformações, mesmo que às vezes elas tragam perdas.

O geralmente ágil e esperto Mercúrio entra junto com Saturno em Escorpião e obriga todo mundo a pensar antes de falar ou de agir. O resultado é que o pensamento se torna mais profundo e tudo parece andar mais devagar.

Mas, por estarem em harmonia com Netuno, Saturno e Mercúrio podem mostrar que as coisas só podem deslanchar se experimentarmos um caminho radicalmente diferente. De quebra, enchem o mundo de poesia. Talvez um pouco trágica, mas boa poesia.

É nesse clima que vão acontecer as eleições. Vênus em Virgem exaltando a simplicidade e pedindo que o amor se expresse em serviços. Mercúrio em Escorpião soltando as línguas e provocando as disputas. Como se isso não bastasse, no próprio dia 7, Marte entra em Sagitário em completa desarmonia com Netuno, o que pode levar muita gente a fazer escolhas erradas.

Mas essa confusão toda vai ser equilibrada pela harmonia entre o Sol e Júpiter e entre Vênus e Plutão. Apesar dos equívocos do momento, os resultados a longo prazo podem ser muito bons.

Mais para o meio do mês, Marte vai fazer um trígono com Urano e ideias ou acontecimentos inesperados podem apontar o novo caminho. Um caminho necessário, mas que até agora não tinha aparecido.

No dia 22, o Sol muda de signo e a energia de Escorpião toma conta do céu. Como o Sol entra em conjunção com Saturno e em harmonia com Netuno, a intensidade dessa energia transformadora vai ser suavizada e pode ser utilizada de forma racional, direcionada para projetos que privilegiam o bem comum.

O mês termina com Vênus trazendo de volta a energia elegante do signo de Libra e exaltando o valor dos entendimentos e da diplomacia.

Consulte o horóscopo diário do Delas por Monica Horta.

Sobre o articulista

Monica Horta - horta.monica@gmail.com - Jornalista e astróloga, Monica Horta é autora do livro “Aniversários – Um Olhar Astrológico sobre a Vida”

» Mais textos deste articulista

    Notícias Relacionadas


    Ver de novo