Tamanho do texto

A pior maneira de lidar com a Astrologia é a que leva as pessoas a transferir para o céu a responsabilidade pelos seus próprios erros

Numa entrevista ao “Wall Street Journal”, Eike Batista, o protagonista de um do maiores colapsos financeiros da nossa história, acusou os executivos do setor de petróleo, que ele mesmo contratou a peso de ouro, de o terem enganado e se queixou de não ter tido sorte. Para completar, pôs uma parte da culpa no mapa astral:

“Se você olhar para o meu mapa astral, esse período não foi favorável para mim”, disse. “A boa fase? Ela já começou, literalmente, este mês”.

Eike Batista em conferência internacional em Beverly Hills, em 2011: o tempo de crise poderia ser previsto
Getty Images
Eike Batista em conferência internacional em Beverly Hills, em 2011: o tempo de crise poderia ser previsto


Quem será que anda dando assessoria astrológica para este homem que pode se queixar de tudo na vida, menos de falta de sorte? E quem garante que a boa fase está começando agora?

Eike: "sou o maior perdedor nisso tudo"

Tomara que não seja um astrólogo, porque essa crise, mesmo que os negócios se ajeitem, não vai terminar tão cedo.

A pior maneira de lidar com a Astrologia é a que leva as pessoas a transferir para o céu a responsabilidade pelos seus próprios erros.

Eike pertence ao signo de Escorpião e por isso recebeu do Sol a capacidade natural de superar crises. Recebeu também a coragem que vem da harmonia entre o Sol e Marte, o deus da guerra.

Veja os perfis de cada signo

É verdade que Marte está em Peixes, o que põe uma dose grande de imaginação nos impulsos que o conduzem diante dos desafios.

Desde outubro de 2012, Saturno, o deus que nos põe em contato com a realidade, entrou em Escorpião e começou a desmontar, tijolo por tijolo, os investimentos que estavam apoiados apenas na imaginação e na vontade individual.

Quem nasceu com Vênus no seu trono pode se queixar de tudo, menos de falta de sorte

Em apenas um ano, o empresário foi da posição de sétimo homem mais rico do mundo, com uma fortuna estimada em US$ 30 bilhões, à exclusão da lista de bilionários. Seu declínio representou uma das maiores e mais rápidas implosões financeiras dos tempos modernos.

Mas as raízes dessa crise estão bem mais atrás. Mais especificamente sete anos atrás, o número fatídico das crises saturninas.

Essa crise vem de 2006, quando Eike começou a emitir ações de uma série de empresas montadas para lucrar com a impressionante história do crescimento econômico do Brasil, no momento em que as economias europeias e norte-americana estavam desacelerando radicalmente.

Um bom astrólogo deveria ter lhe avisado que nesse momento Saturno, o deus da razão, estava entrando na casa do dinheiro dos outros e das coisas que ainda estão em potência.

Ao mesmo tempo, Netuno, o planeta dos sonhos que comanda o Marte do empresário, fazia um ângulo de 90 graus com o seu Sol e anulava a sua capacidade natural de perceber as coisas que ainda não aconteceram. De prever a direção em que o vento vai soprar.

Como se isso não bastasse, Júpiter o planeta da confiança, injetava uma mega dose de onipotência um pouco parecida com a que faz com que ele afirme agora que a boa fase ainda está começando.

Por mais que alguém avisasse, ele não ia ouvir...

Sete anos depois, Saturno chegou a Escorpião e começou a cobrar o seu preço.

Só vai encontrar o Sol no final deste ano e continua nesse signo até o final de 2014. Até lá, o choque de realidade continua forte.

A influência de Saturno é a mais evidente e a mais fácil de ter sido prevista, mas a grande virada da “sorte” na vida de Eike veio por outro caminho.

Esse mineiro que já nasceu rico também recebeu do céu uma belíssima Vênus de Libra, muito forte por estar no seu próprio signo, mas que não faz aspecto com nenhum outro planeta no céu.

Essa Vênus meio solta pode explicar o encantamento por mulheres muito bonitas e pouco convencionais, como Luma de Oliveira. Quem nasceu com Vênus no seu trono pode se queixar de tudo, menos de falta de sorte.

Mas desde que Plutão entrou em Capricórnio e Urano entrou em Áries, a senhora da boa sorte está oscilando mais do que biruta em dia de vendaval.

No começo de 2014, essa tensão vai atingir o seu grau mais forte e vai permanecer assim até o final do ano.

Provavelmente só em 2015, quando Saturno retornar ao lugar em que estava no dia em que Eike nasceu, ele vai conseguir entender melhor o que está acontecendo agora e encontrar um caminho novo que justifique a sua existência e todas as benesses que recebeu do céu.

Até lá, é melhor procurar um bom astrólogo que lhe explique que a crise de agora não é culpa dos outros e estava prometida desde o dia em que ele nasceu...

Leia mais colunas de Monica Horta

Leia todas as notícias sobre Eike Batista

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.