Tamanho do texto

A colunista Fátima Protti explica como acontece a ejaculação feminina, que muitas vezes pode ser confundida com urina

"Tenho uma dúvida enorme que está me deixando muito constrangida perante meu namorado. Eu achava que eram orgasmos, mas agora acho que faço xixi durante a transa. Antes ou durante, não sinto vontade nenhuma de ir ao banheiro, mas acho que é urina. Isso é normal? Ou devo procura um especialista?"

Aproveito suas dúvidas para falar de um assunto ainda polêmico entre os especialistas, a "ejaculação feminina". A ejaculação feminina é uma resposta fisiológica que algumas mulheres apresentam durante o orgasmo. A partir de um maior estímulo do ponto G, a mulher libera, em forma de "esguicho" um líquido claro produzido pelas glândulas de Skene.

Para saber se é ejaculação, esvazie a bexiga antes da transa e veja se sente orgasmo no momento em que
Thinkstock/Getty Images
Para saber se é ejaculação, esvazie a bexiga antes da transa e veja se sente orgasmo no momento em que "esguicha" o líquido

Recentemente um novo estudo foi realizado pelo ginecologista Samuel Salama do hospital Parly II em Le Chesnay, na França, com sete mulheres que relataram expelir boa quantidade de líquido durante o orgasmo. Os resultados revelaram que as substâncias expelidas por duas dessas mulheres eram semelhantes àquelas presentes na urina.

Contudo, a análise química dos fluídos das outras cinco mulheres mostraram uma pequena quantidade de antígeno, moléculas estranhas ao organismo, específico da próstata (PSA), ou seja semelhante ao produzido pelo homem.

Para a realização desse estudo, foram usados em todas elas os seguintes procedimentos: amostra de urina e ultrassonografia da pélvis em três momentos para avaliar o funcionamento da bexiga.

No primeiro momento, as bexigas estavam completamente vazias. No decorrer da estimulação genital, pouco antes de chegarem ao clímax, a ultrassonografia mostrou que as bexigas estavam cheias. Já na terceira ultra, voltaram a ficar vazias após a liberação do líquido durante o orgasmo.

Para o Dr. Samuel Salama, toda mulher é capaz de apresentar esse "esguicho" desde que bem estimulada pelo parceiro. Contudo, ainda não há um consenso entre os especialistas de como exatamente isso ocorre. Ainda é um mistério que precisa ser melhor estudado e desvendado.

Cara leitora, seu relato parece se aproximar bastante dessa resposta fisiológica, ou seja, você pode estar descrevendo uma ejaculação.

Contudo, para tirar suas dúvidas duas coisas são necessárias. Antes de iniciar a transa procure esvaziar a bexiga para eliminar a possibilidade de estar fazendo xixi, que pode ocorrer por conta da estimulação na região genital. Depois, é preciso identificar se durante o "esguicho" ocorre também o orgasmo, que é muito diferente de apenas expelir um líquido.

Durante o orgasmo de maneira geral, acontece uma maior lubrificação vaginal, contrações rítmicas fortes ou suaves dos músculos internos da vagina, aumento da frequência cardíaca e da respiração, ondas de prazer em todo corpo, sensação momentânea de perda da consciência e ao final um imenso relaxamento.

Se as duas respostas acontecerem ao mesmo tempo, não há dúvidas de que você tem o que se chama de "ejaculação feminina";  e isso é normal.

_______________________________________________________________________

Fátima Protti é psicóloga, terapeuta sexual e de casal. Pós-graduada pela USP e autora dos livros "Vaginismo, Quem Cala Nem Sempre Consente" e "Sexo, Amor e Prazer". Escreva para a colunista: delas_amoresexo@ig.com.br