iG Delas

Colunistas

enhanced by Google
 

A Magia do Penteado

O expert Paulo Persil dá dicas de penteados e comenta o visual das famosas

Descubra os segredos do cabeleireiro Paulo Persil e aprenda como fazer penteados fáceis e bonitos para festas ou para o dia a dia

Menos pode ser mais, basta atitude

Cabelo solto pode sim, mas é preciso “segurar” com autoestima

09/03/2012 11:54

  • Mudar o tamanho da letra:
  • A+
  • A-
Compartilhar:

É o reinado da naturalidade dos fios. A moda é surpreender com “nada” nos momentos sociais que exigem “tudo”. Não existe a palavra tendência no meu dicionário profissional. Considero modismos passageiros e muitas vezes inadequados. Mas, se o diferencial não representa excesso, aprovo e defendo.

Sugiro cautela, claro. Pecar pela falta não é desejável. No momento penteado, o profissional deve promover a beleza, transformar mulheres comuns em divas e eternizar uma imagem que será motivo de orgulho por toda a vida.

Foto: Getty Images Ampliar

Natalie Portman e Angelina Jolie: duas divas com os cabelos soltos no tapete vermelho

Penteei mais de seis mil noivas ao longo de minha carreira, entre elas Athina Onassis. Poucos anos após me tornar cabeleireiro, direcionei o penteado por um caminho novo, descontraído, na época em que imperavam os penteados retos, duros, sempre com excesso de laquê. Deu certo. Hoje imperam os fios leves, em ondas sobrepostas, criando efeitos e nuances.

Vejo a mesma singularidade espalhada nos looks de anônimas ou famosas, nos subúrbios ou reinos ingleses. O penteado definitivamente é bipolar. Costumo dizer que alguns modelos vão da praia ao tapete vermelho. Veja o Oscar 2012: um desfile de divas “low profile” total. Problema? Nenhum. O importante é ter estilo. Aliás, estilo é pessoal e intransferível.

Defendo qualquer escolha, não existe proibido, mas é preciso adequação. O penteado precisa fazer sentido para aquela mulher que carrega o look e também combinar com a ocasião. Um coque bola, absolutamente imponente, não pode ser carregado por qualquer uma ou em qualquer situação. É necessário sintonia com o look. Da mesma forma, nem todas podem carregar um cabelo solto liso ou um coque bailarina torcido e preso com palito. É o equilíbrio da beleza: saber, na vida real, casar o penteado certo com a ocasião, estilo e modelo de roupa.

Se você optar por um solto chapado, segure o look na autoestima. Sinta-se linda e arrase! A sensação de beleza acontece de dentro para fora.

Atitude é tudo!

Visite o site do cabeleireiro Paulo Persil

Sobre o articulista

Paulo Persil - persilbeautyexpress@hotmail.com - O expert Paulo Persil dá dicas de penteados e comenta o visual das famosas

» Mais textos deste articulista

    Notícias Relacionadas


    Ver de novo