iG Delas

Colunistas

enhanced by Google
 

Mirna Zambrana

Construa e reforme com planejamento

Mirna Zambrana é formada em arquitetura e urbanismo pelo Mackenzie. Sócia de Aurélio Martinez Flores, tem vasta experiência em projetos residenciais e comerciais

Descomplicando o piso de madeira

Saiba como escolher e instalar o piso de madeira na casa

12/04/2012 06:34

  • Mudar o tamanho da letra:
  • A+
  • A-
Compartilhar:

Em alta, o piso de madeira é um material de baixa condutividade térmica, ou seja, não rouba com rapidez o calor do corpo que o toca, o que favorece o caminhar descalço sobre ele com conforto. É adequado tanto para áreas sociais da residência quanto para áreas íntimas, como dormitórios.

Leia também: Pisos de madeira sempre limpos

No entanto, é um produto que requer uma série de exigências para sua aplicação ser bem sucedida. Desde sua procedência, certificação e secagem criteriosa em estufa, até a finalização, que segue uma longa lista de procedimentos: preparação e cura do contrapiso, colocação, raspagem, calafetação (preenchimento dos encontros das réguas ou tacos com massa) e aplicação de resina. Sendo que cada passo demanda cautela e competência dos profissionais envolvidos.

Foto: Divulgação / Denílson Machado Ampliar

Piso de madeira exige cuidados especiais desde o preparo do contrapiso até a aplicação da resina

O tempo de obra é grande. Some 25 dias da cura do contrapiso, mais 30 de aclimatação da madeira e serão dois meses, sem contar o período de preparo e aplicação da resina. Outro grande inconveniente é a sujeira da raspagem das réguas ou tacos, necessária para o nivelamento do piso final.

Existente há alguns anos no mercado, o piso pronto, como é conhecido, é um produto que visa eliminar algumas etapas do procedimento, como raspagem, calafetação e aplicação de resina, reduzindo o tempo da obra.
Fabricado em réguas de madeira maciça – assoalho –, resinada de fábrica e com encaixe macho e fêmea, sua colocação é feita com cola. São encontrados com espessuras de 1 cm a 2 cm e permite raspagens futuras da mesma forma que o assoalho colocado com o processo convencional.

Ainda nessa linha existe o piso “engenheirado” que é uma composição de lâmina de madeira natural, nobre, com espessura em torno de 4 mm, sobre madeira composta prensada. Essa base confere firmeza e minimiza a movimentação da madeira superior, além de otimizar seu uso. Permite apenas uma raspagem futura. Não confunda, o piso “engenheirado” não é o carpete de madeira que tem apenas uma folha de madeira colada sobre um compensado.

Ambo os produtos exigem contrapiso curado e muito bem uniforme, pois não haverá raspagem da madeira para nivelar o piso finalizado. Outro detalhe importante é que o piso pronto tenha as bordas ligeiramente chanfradas para disfarçar eventuais desníveis do contrapiso.

Siga o iG Delas pelo Twitter e assine nossa newsletter para ficar por dentro das novidades.

Sobre o articulista

Mirna Zambrana - jbianchi@ig.com - Mirna Zambrana é formada em arquitetura e urbanismo pelo Mackenzie. Sócia de Aurélio Martinez Flores, tem vasta experiência em projetos residenciais e comerciais

» Mais textos deste articulista

    Notícias Relacionadas


    [an error occurred while processing this directive]

    Antes de escrever seu comentário, lembre-se: o iG não publica comentários ofensivos, obscenos, que vão contra a lei, que não tenham o remetente identificado ou que não tenham relação com o conteúdo comentado. Dê sua opinião com responsabilidade!




    *Campos obrigatórios

    "Seu comentário passará por moderação antes de ser publicado"

    Ver de novo