iG Delas

Colunistas

enhanced by Google
 

Jogo da Conquista

O dating coach Rodrigo Farah dá dicas de sedução e paquera

é jornalista e consultor de conquista e paquera

Como acabar com o nervosismo na hora da paquera

"Ficar bêbada não é a única solução para afastar o medo da rejeição"

13/09/2012 13:10

  • Mudar o tamanho da letra:
  • A+
  • A-
Compartilhar:

Ficar nervosa na hora de conhecer um novo parceiro é normal. Isso acontece porque você acaba exposta à avaliação do seu alvo quando tenta passar uma boa primeira impressão. O medo da rejeição sempre estará lá, assim como aquela velha dúvida presente na cabeça de toda mulher: “Será que ele realmente gosta de mim?”.

O problema é que a ansiedade muitas vezes pode atrapalhar e impedir o nascimento de um possível relacionamento. O nervosismo é um obstáculo com poder de destruir as chances de uma vida amorosa saudável se chegar a níveis “paralisantes”. Por isso, é importante aprender a controlar tais sentimentos no Jogo da Conquista.

Em primeiro lugar, saiba que a ansiedade é comum para todos na hora da paquera. Até mesmo os maiores sedutores do mundo ficam nervosos antes de se aproximar de uma bela garota. O que os torna diferentes dos demais é justamente saber lidar com isso. E não: ficar bêbada não é a única solução para afastar o medo da rejeição.

Foto: Getty Images Ampliar

Técnicas para soltar o papo

De acordo com conceitos da Programação Neurolinguística (PNL), a ansiedade é uma espécie de alerta para evitar algum tipo de consequência temida. Você já está esperando o pior desde o começo. Então, sua missão é encontrar novas alternativas emocionais com intuito de amenizar essa sensação.

Para começar, elimine qualquer tipo de visualização negativa antes de conversar com seu paquera. Não pense em nada que possa dar errado na interação. Pelo contrário, imagine tudo funcionando perfeitamente e prepare uma boa atmosfera para que você fique mais tranquila.

Outra coisa a fazer é dividir as etapas da sedução em pequenas partes. Evite pensamentos que vão além do presente, como: “O que eu preciso fazer para sair com ele?” ou “Ele seria o namorado perfeito para mim”.

Ao invés disso, crie pequenas metas para ser atingidas aos poucos, como por exemplo: pense primeiro em puxar conversa com ele. Depois, estabeleça como meta conversar sobre assuntos ligados a relacionamentos, por exemplo. Um passo de cada vez.

Mas no fim das contas você só conseguirá controlar a ansiedade se fizer uma coisa: praticar. Não estou falando para sair por ai paquerando qualquer bonitão da rua. Mas desenvolva suas habilidades interação social com estranhos. Inicie conversas positivas sobre assuntos divertidos. Quando menos perceber, estará tão treinada, que irá manter a tranquilidade quando chegar a hora de conversar com seu alvo.

Para mais dicas sobre o assunto, releia a coluna: “Quebre o gelo: Como se aproximar dos homens” e veja algumas formas de realizar o approach e o primeiro contato com o homem que você deseja.

E não se esqueça de mandar suas dúvidas ou contar sobre seu caso para mim. É só mandar um email para rodrigofarah@ig.com.

Jogue bem e jogue certo!

Sobre o articulista

Rodrigo Farah - rodrigofarah@ig.com.br - Rodrigo Farah é jornalista e consultor de conquista e paquera

» Mais textos deste articulista

    Notícias Relacionadas


    Ver de novo