iG Delas

Colunistas

enhanced by Google
 

Coisa de Pele

Adriana Leite escreve sobre beleza e pele

As causas e os tratamentos para manchas no rosto

Dermatologista explica a hiperpigmentação da pele e a aplicação de clareadores, lasers e peelings

04/10/2010 12:55

  • Mudar o tamanho da letra:
  • A+
  • A-

Depois de muita exposição ao sol sem proteção, uso de anticoncepcionais ou outros fatores, algumas mulheres começam a notar algumas manchinhas na pele do rosto. E estudos recentes mostram que as pessoas se sentem tão envelhecidas em função destas marcas como pelas rugas.

A radiação solar é uma das principais causas da hiperpigmentação. O sol deixa sua marca na memória das células e, com o passar dos anos, as manifestações começam a aparecer na forma de manchas acastanhadas chamadas melanoses solares.

Além disso, com a tendência genética ou pelo uso de anticoncepcionais orais, podem surgir manchas nas maçãs do rosto, na testa e buço conhecidas como melasma, que são as mais freqüentes queixas nos consultórios médicos.

As melanoses podem ser tratadas com clareadores ou tratamentos médicos como peelings e lasers, de acordo com a intensidade do quadro ou tipo de pele.

No caso do melasma é preciso primeiro identificar a causa para poder afastá-la. Isso porque o quadro tende a ser resistente e recorrente e o tratamento é mais difícil. Mesmo deixando de usar pílula, por exemplo, muitas vezes o melasma não desaparece por completo. Até hoje não se sabe ao certo o que "puxa o gatilho" para esta mancha aparecer em algumas pessoas e em outras não.

O melasma é tratado com uma combinação de medicação oral e tratamentos locais como peelings. Atualmente os lasers fracionados têm apresentado resultados favoráveis em alguns casos, principalmente se a mancha for mais superficial.

Há também formulações com substâncias clareadoras combinadas com antioxidantes, e vitaminas com o intuito de controlar a formação de mais pigmento. Mas a orientação profissional é muito importante para saber como e por quanto tempo usar o tratamento. Afinal, ácidos e clareadores mal usados podem queimar a pele e deixar a mancha ainda mais evidente!
E seja lá qual for o tipo de mancha, fica proibida a exposição ao sol e é mandatório o uso dos filtros solares com fator acima de 30. Quem já tratou sabe o trabalho que dá e prevenção é sempre a melhor medida!

Sobre o articulista

Adriana Leite - coisadepele@ig.com.br - Adriana Leite é dermatologista site: http://www.clinicaadrianaleite.com.br/

» Mais textos deste articulista

    Notícias Relacionadas


    Ver de novo