Tamanho do texto

O 69 é uma posição que pode esquentar bastante o clima na cama, mas também pode ser um desastre; veja dicas da especialista em sexualidade e colunista do iG Delas Cátia Damasceno para arrasar na hora H

Quando se fala em 69, a maioria das pessoas não pensa em um número, mas em uma posição sexual. Apesar de ser uma posição bastante conhecida, a especialista em sexualidade e colunista do iG Delas Cátia Damasceno explica que nem todos os casais conseguem encontrar prazer nela. “Existe alguns cuidados e atitudes que ajudam nisso”, conta a criadora do programa "Mulheres Bem Resolvidas". Confira algumas dicas da especialista para garantir que tudo saia perfeito com a posição:

Leia também: Confira cinco passos para fazer o striptease perfeito e arrase!

Posição 69 pode até ser um conceito bom mas na prática nem sempre é tão agradável para os dois parceiros o sexo oral
Shutterstock
Posição 69 pode até ser um conceito bom mas na prática nem sempre é tão agradável para os dois parceiros o sexo oral


1. Cuide da higiene

O primeiro passo a ser dado é deixar tudo limpinho. “É uma posição que deixa os dois muito próximos da região anal, então é importante evitar cheiros indesejáveis”, destaca a especialista. A posição também é convidativa para estímulos anais. “Mas, por enquanto, o passo é simplesmente deixar para fazer o 69 depois de um bom banho, e não logo que chegar de um longo dia de trabalho”, aconselha.

2. Faça devagar

Cátia afirma que as carícias e massagens são primordiais para os adeptos da posição. “Aproveite para sensualizar bastante antes de chegar na posição definitiva”, sugere. A ideia é que a posição seja divertida e sirva para que ambos tenham prazer. Segundo ela, nenhuma posição sexual deve ser feita "só por fazer", é preciso aproveitá-la devagar. “E, como tudo no sexo, se não gostar, é só mudar e fazer o que te deixa feliz”, completa.

3. Use brinquedos (e dedos)!

Cátia explica que ficar nesta posição pode ser bastante cansativo. “A língua precisa estar bem musculosa”, brinca. Portanto, para deixar a brincadeira mais gostosa, ela sugere que os dedos ou um vibrador façam parte do processo. “Use um vibrador pequeno pra estimular a vagina e aproveite os dedos para ampliar o prazer”, conta. A especialista também lembra que os estímulos podem ser alternados. “Se você não consegue se concentrar em um bom sexo oral enquanto é estimulada, então talvez seja o caso de vocês alternarem”, indica, lembrando que, de qualquer forma, é muito difícil e até desnecessário sincronizar o orgasmo.

Leia também: Veja nove dicas valiosas para quem ama fazer rapidinhas

4. Escolha a melhor posição

Ao contrário do que muitos pensam, há várias formas de fazer esta posição. Segundo Cátia, a pior delas é quando o homem está por cima, já que a mulher pode ficar “sufocada”, e afirma que deixá-la por cima pode ser mais interessante. “Mas a melhor de todas é a de ladinho, porque aí fica mais fácil para todos se movimentarem”, conta. “A perna que fica por cima é melhor se ficar dobrada, para ampliar o acesso da boca do parceiro”, completa.

5. Pratique e abra sua mente

Por fim, Cátia ensina que é preciso praticar a posição. “Se a primeira vez não for tão boa, coloque em prática mais vezes”, sugere. E, já que a ideia é fazer algo tão “liberal” como um 69, Cátia destaca que é necessário abrir a mente para possibilidades. “Use as mãos para acariciar as zonas erógenas e aproveite para abrir a mente e aproveitar para estimular o ânus, que é uma região que pode aumentar o prazer tanto da mulher quanto do homem”, aconselha. Tem mais dúvidas sobre sexo? Acompanhe a coluna da Cátia Damasceno no Delas .