Tamanho do texto

Especialista em sexualidade e colunista do iG Delas, Cátia Damasceno ensina formas de manter o desejo sexual mesmo após tantos anos de casamento

É só o relacionamento passar daquele começo mais quente que muitas pessoas já sentem que o desejo sexual deu uma esfriada. De acordo com Cátia Damasceno, especialista em sexualidade e criadora do programa "Mulheres Bem Resolvidas", manter o desejo em alta pode ficar ainda mais difícil para pessoas que já estão se relacionando há muito tempo, alguns anos após colocar as alianças.

Leia também: Apimente a relação com 30 posições sexuais

É natural que, após algum tempo juntos, os parceiros percebam uma queda no desejo sexual
Shutterstock
É natural que, após algum tempo juntos, os parceiros percebam uma queda no desejo sexual

“De acordo com a minha experiência profissional e algumas pesquisas, a resposta para manter o desejo sexual é a criação de um vínculo estreito de intimidade fora do quarto”, resume Cátia, citando um estudo publicado no "Journal of Personality and Social Psychology".

Dessa forma, segundo a especialista, o ponto chave para manter o desejo é criar formas de fazer com que os parceiros se sintam cada vez mais íntimos um com o outro. “O que tira o desejo não é a barriga que aumenta e nem aqueles efeitos da idade”, brinca. “Esse interesse acaba quando o casal perde a cumplicidade, as brincadeiras e a troca de cuidado um com o outro”, conta. Veja cinco atitudes que podem ser tomadas para fazer isso acontecer:

1- Demonstre que você se importa com o relacionamento

Cátia explica que, caso o seu parceiro não esteja demonstrando muito interesse porque o relacionamento caiu na rotina, você talvez não tenha poder sobre como ele deve se portar. “Mas você consegue mudar a si mesma, então mostre que está a fim de mudar o que está ruim no relacionamento, que você não está indiferente e, aos poucos, ele vai mudando a forma de se comportar também”, afirma Cátia.

2- Seja segura e faça as coisas que você gosta!

Junto com a preocupação com o relacionamento, é importante que a mulher se mantenha segura de si. “Permita-se ser espontânea e natural, faça aquilo que te faz bem e tente não se tornar aquela mulher insegura”, sugere a especialista. “O seu relacionamento tem tudo pra melhorar, e a insegurança não ajuda em nada”, explica.

Leia também: Sexo anal dói? Especialistas tiram as dúvidas sobre o assunto

3- Fuja da dependência emocional

Cuidar um do outro e preocupar-se com os problemas alheios são ótimas formas de aumentar o carinho e a cumplicidade. “E isso pode ser feito sem criar uma dependência emocional ou sem virar um relacionamento abusivo”, conta, destacando a importância de encontrar um limite entre o cuidado e aquele tipo de dependência que só traz problemas emocionais.

4- Surpreenda e evite a previsibilidade

Para evitar a inércia e o comodismo, Cátia sugere que os parceiros façam surpresas um ao outro e que tentem fazer coisas diferentes para sair da rotina. “Aquela visita no trabalho do maridão só pra dar um beijo, uma simples flor de vez em quando e aquela viagem rápida de fim de semana fazem toda a diferença”, sugere.

5- Procurem motivos para rirem juntos

Por fim, a especialista destaca a importância do bom-humor para manter o desejo sexual no relacionamento. “Casais que riem juntos têm muito mais chances de ter prazer”, conta, sugerindo que os dois assistam a comédias ou façam brincadeiras que despertem mais risadas. Tem mais dúvidas sobre sexo ? Acompanhe a coluna da Cátia Damasceno  no iG Delas!