Quem nunca se viu inventando uma dor de cabeça ou até dizendo que está menstruada para não fazer sexo? De acordo com Cátia Damasceno, educadora sexual e criadora do projeto “Mulheres Bem Resolvidas”, não existe apenas uma causa que explique por que isso acontece. Uma coisa importante a se destacar é que sim, existem dias em que o casal chega tão cansado em casa após um dia turbulento que a única coisa de que o corpo precisa é banho e descanso.

undefined
Shutterstock
Sentir preguiça de fazer sexo ou desinteresse no parceiro pode significar que a relação não anda bem

Leia também: Quer experimentar a prática do sexo anal? Especialista dá quatro dicas

Está tudo bem em sentir-se assim de vez em quando, porém isso passa a ser um problema quando a preguiça e o desinteresse no sexo passam a ser frequentes. O comportamento pode ter algumas origens:

1. Perdeu-se o desejo

Essa é uma das razões mais complexas quando o assunto é desinteresse em fazer sexo com o parceiro. Imagine que existem várias casinhas que representam aspectos importantes da vida: família, trabalho, dinheiro, filhos, etc.. Para muitas mulheres, a mesma casinha em que o amor está, também abriga o sexo. Quando se perde o interesse no companheiro ou na companheira, dificilmente é possível manter uma vida sexual ativa, já que as pessoas não veem mais sentido na relação. Cátia afirma que, se você estiver em uma situação como essa, é o momento de sentar com o companheiro e conversar e analisar até que ponto esse desinteresse vai.

Leia também: Especialista dá cinco dicas de como arrasar na hora de fazer sexo oral; confira

2. Rotina

A temida rotina assombra diversos casais e, de maneira geral, leva à preguiça de fazer sexo. As rotinas estão cada vez mais corridas e cheias de compromissos, mas o problema principal é o fato de que, na grande maioria dos casos, as pessoas ou levam ou trabalho para casa, ou chegam nela e só pensam em descanso. Nesse caso, se uma das partes tiver interesse, haverá um choque entre elas. Cátia diz que a dica é lembrar que o relacionamento é uma chama que precisa ser constantemente alimentada, não por obrigação, mas para se manter viva.

3. Falta de diálogo

Uma coisa é ter diálogo, mas falar apenas sobre problemas de casa, lista do supermercado, escolhas acerca da educação dos filhoes, etc.. Outra (bem diferente) é conversar sobre o relacionamento, sobre momentos que poderiam ser repetidos, viagens que foram feitas e lembranças a dois, por exemplo. O diálogo que deve acontecer no caso de pessoas que estão enfrentando preguiça de fazer sexo é o do segundo tipo. Se ele não existe, a única resposta que um terá do outro é: “Hoje não estou a fim”. Tem mais dúvidas sobre sexo? Acompanhe a coluna da Cátia Damasceno  no iG Delas.

    Veja Também

      Mostrar mais