Mirna Zambrana

Construa e reforme com planejamento

Mirna Zambrana é formada em arquitetura e urbanismo pelo Mackenzie. Sócia de Aurélio Martinez Flores, tem vasta experiência em projetos residenciais e comerciais

Recupere o piso de madeira

Saiba como voltar a ter um assoalho ou piso de tacos novo em folha

06/10/2010 15:57

  • Mudar o tamanho da letra:
  • A+
  • A-

Com o passar dos anos de uso, e por suas próprias características, a madeira colocada no piso dá sinais de muitas imperfeições. A massa de calafetação começa a se soltar e a resina desgasta e fica riscada.

Foto: Tomás de Elia (livro Residências do Rio de Janeiro)

Palácio Grão Pará, em Petrópolis (RJ)

Quando o assoalho era apenas encerado e tinha as juntas livres para a movimentação natural da madeira, esses efeitos não existiam. Mas são raros os que podem manter o piso apenas com cera doméstica pelo trabalho que dá para encerar, além da desvantagem de a madeira ficar mais suscetível aos estragos pelo contato com a gordura e a água, que o prejudicam.

Porém a recuperação de assoalhos e tacos costuma ser bem sucedida. No geral, é possível recuperar um piso de madeira por até três vezes. O assoalho (réguas) tem espessura de 2 cm e o taco de 1,1 cm a 2 cm. Saber essas medidas, além da dureza da madeira, é importante para que o piso fique novamente novo, pois será necessário raspá-lo.

O processo é o seguinte:

- fixe as réguas soltas e substitua as que estiverem danificadas. Em caso de tacos eles devem ser colados;

- raspe o piso com máquina própria para isso. Ele perderá a camada superficial, eliminando os restos de resina antiga e imperfeições leves;

- calafete o piso novamente e faça nova aplicação de resina. Existem no mercado resinas a base de água ou vernizes poliuretanos. Sempre é recomendado que esse processo seja feito por empresa especializada. A secagem varia de acordo com o produto aplicado.

Esse procedimento gera bastante poeira de madeira, por isso se estiver morando na casa, além de ter que transportar os móveis de um cômodo para outro, tente isolar ao máximo os locais que não fizerem parte da obra.

Lembrando que os móveis devem sempre ter colados nos seus pés feltros para não riscar o piso e, de preferência, serem levantados a arrastados. Rodízios de cadeiras de escritório também são um perigo aos riscos.

Se a madeira for mole, o salto fino de sapatos pode marcar. Cuidado com vasos de plantas para não ficarem diretamente sobre o piso, com muito sol incidindo diretamente, e água no geral, pois eles podem manchar.

A limpeza deve ser feita com aspirador, com o bocal apropriado, ou vassoura de pelo e um pano macio e seco.
 

 

 

 

 

Sobre o articulista

Mirna Zambrana - jbianchi@ig.com - Mirna Zambrana é formada em arquitetura e urbanismo pelo Mackenzie. Sócia de Aurélio Martinez Flores, tem vasta experiência em projetos residenciais e comerciais

» Mais textos deste articulista

    Notícias Relacionadas


    Ver de novo