Tamanho do texto

O francês John Thackwray escolheu fotografar os quartos dos "millennials" e concluiu que eles são mesmo a geração conectada. Veja fotos

Os quartos de cada pessoa podem funcionar como janelas para a personalidade de cada um, já que é o lugar onde você começa e termina cada dia, onde você descansa depois do trabalho ou dos estudos. Principalmente para os jovens , o quarto pode funcionar como um verdadeiro refúgio.

Fotógrafo registra crianças com os seus brinquedos ao redor do mundo

Quarto de Ryoko, 25 anos, engenheira de Tecnologia da Informação em Tóquio, Japão
John Thackwray/My Room Project
Quarto de Ryoko, 25 anos, engenheira de Tecnologia da Informação em Tóquio, Japão

Pensando nisso, um fotógrafo francês, John Thackwray, decidiu registrar jovens de 18 a 30 anos em seus quartos , em diversos países do mundo, para conhecer um pouco mais sobre a realidade deles. Ele chamou a série – que se tornará um livro em breve - de “My Room Project”, ou Projeto Meu Quarto, em tradução livre.

Para o projeto, Thackwray disse ao site americano "Refinery 29"que entrevistou jovens em 55 países e fez perguntas sobre desigualdade e direitos humanos para decidir quem iria fotografar. 

Um dos quartos é de Zhambyl, de 18 anos, que é estudante de ensino médio no Cazaquistão
John Thackwray/My Room Project
Um dos quartos é de Zhambyl, de 18 anos, que é estudante de ensino médio no Cazaquistão

O francês fala que escolheu essa faixa de idade, de 18 a 30 anos, também conhecidos como os millennials , porque é a faixa etária da qual ele faz parte. “Estava curioso sobre estilo de vida e cultura, sobre como o mundo está mudando cada vez mais rápido”, disse o fotógrafo, que ainda imaginou que se tivesse registrado os pais destes jovens, há 20 anos, tudo seria muito diferente.

Ele quis que seu projeto fotográfico incluísse pessoas de diversos estilos de vida, variando o status socioeconômico, além de incluir jovens do meio urbano e rural.

Entre os países visitados para o projeto, o francês preferiu a Jamaica, por suas paisagens e praias, mas também passou por Rússia, Irã e México, graças a hospitalidade destes locais. A maior dificuldade que ele relata ter sofrido foi a barreira da língua.

Decoração: saiba tudo sobre casa

O Brasil foi um dos países registrados pelas lentes de Thackwray. Ele fotografou o carioca Claudio, de 24 anos, claramente um torcedor do Flamengo .

O brasil figurou entre os quartos de John Thackwray. O quato é de Claudio, de 24 anos, do Rio de Janeiro
John Thackwray/My Room Project
O brasil figurou entre os quartos de John Thackwray. O quato é de Claudio, de 24 anos, do Rio de Janeiro

Todas as fotos foram tiradas do mesmo ângulo. “Meus personagens estavam livres para mostrar ou esconder o que quisessem. Foi uma escolha deles e eu não interagi de maneira nenhuma com os itens”, explica Thackwray, “Algumas vezes eles me pediam alguns minutos para limpar o ambiente, outros nem ligavam”.

Romena retrata beleza feminina ao redor do mundo em projeto fotográfico

Ao fim, ele registrou mais de 1.000 jovens em seus quartos durante mais de seis anos e se espantou como quase todos seus personagens tinham acesso a internet e redes sociais: “Esta é definitivamente a geração conectada”.

    Leia tudo sobre: casa
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.