Tamanho do texto

Bruna Marquezine, Tatá Werneck, Fabíula Nascimento, Letícia Spiller, Maria Casadevall e Lucy Ramos passaram por mudanças para a novela das sete; saiba mais detalhes

Ao acertar a participação em uma nova novela, as atrizes já sabem que existem 99,9% de chances de precisarem mudar o visual. Pode ser uma alteraçãozinha de leve na cor ou no comprimento dos cabelos; pode ser algo radical, como passar de loira para morena ou de cabelão pela cintura para um corte curtinho. Não importa: como muitas delas dizem, cabelo de atriz não tem dona.

Para “I Love Paraisópolis” , trama das sete da Globo, não foi diferente. As atrizes Bruna Marquezine, Tatá Werneck, Fabíula Nascimento, Letícia Spiller, Maria Casadevall e Lucy Ramos entregaram seus visuais ao caracterizador da novela, Marcelo Dias, que teve a ajuda da figurinista Labibe Simão e da direção da produção para chegar aos resultados que estamos vendo na tela. Dias contou ao Delas quais foram as motivações para cada uma e como foi o processo de mudança geral.

“Os testes e a construção inicial das personagens foram feitos com as atrizes, não só em cima de referências. Foi um trabalho diferenciado: primeiro com fotos e pesquisa, depois um teste com apliques e perucas e, finalmente, a conclusão para cada uma ir ao salão de sua preferência para executar”, afirma. Veja a seguir as mudanças no visual de cada uma delas:

Bruna Marquezine (Marizete)

alt
" /
Divulgação/TV Globo

Sempre exibindo uma longa cabeleira nas novelas anteriores, Bruna não poderia ostentá-la para viver esta personagem, na opinião do caracterizador.

“A Mari é uma menina prática, e todos os personagens foram feitos em cima da realidade. Para esse modo de vida, chegamos à conclusão de que o comprimento long bob era o mais adequado”, explica. A cor natural dos cabelos da atriz foi mantida.


alt
" /
Divulgação/TV Globo

Tatá Werneck (Pandora)

O visual de Danda exigia dois momentos: indo para Nova York de um jeito mais simples e voltando transformada, rica. O look dela na comunidade precisou ser o mais próximo possível de como as meninas usam no dia a dia: cabelos lisos, misturando pontas loiras com raízes escuras. Já para a volta, a palavra de ordem foi luxo.

“Optamos por trabalhar a mudança de Nova York com a forma. Fizemos babyliss e colocamos apliques mais loiros, para ficar com mais volume”, diz Dias.

alt
" /
Divulgação/TV Globo

Fabíula Nascimento (Paulucha)

Depois de definido o tom entre o loiro acobreado e o ruivo, que valoriza a pele da atriz, a equipe estudou a forma.

“A gente queria um cabelo prático, porque a Paulucha é cozinheira, e que preservasse a textura cacheada dos fios naturais da própria Fabíula”, lembra Dias.

“Como ela vinha de personagens com cabelos compridos e escuros, este visual a afasta do que foi feito anteriormente”.


alt
" /
Divulgação/TV Globo

Letícia Spiller (Soraya)

Para Dias, o visual de Letícia foi um superacerto nas caracterizações para “I Love Paraisópolis”.

“Ela estava com cabelos bem compridos e já teve vários tipos de repicados em outros trabalhos. Para dar sofisticação, eu tinha referências de cabelos bem claros e de cortes que fomos fazendo com o cabeleireiro dela, o Anderson Couto. Aos poucos, chegamos no da Soraya, que é bonito e muito elegante”.


alt
" /
Divulgação/TV Globo

Maria Casadevall (Margot)

O visual que apresentou Maria ao público foi muito marcante: quem não se lembra do corte curto e com franjinha da espevitada Patrícia, de “Amor à Vida” (2013)? Para ela, portanto, a mudança precisaria ser maior.

“A Maria tinha uma coisa mais menina, e a gente queria dar um ar sóbrio para Margot”, esclarece o caracterizador.

“Decidimos por um look mais frio, com cabelos castanhos longos e poderosos”. Segundo ele, o batom vinho escuro, marca da personagem, dá um peso extra ao look.

alt
" /
Divulgação/TV Globo

Lucy Ramos (Patrícia)

A proposta para a terapeuta amiga de Margot foi baseada na beleza da atriz. “Ela é sofisticada, elegante, e em seus papéis anteriores, mais populares, usava mais penteados do que os fios em sua forma original. Aproveitamos o cacheado natural da Lucy, que é superbonito. Trabalhamos apenas para que ele fique bem definido”, afirma Dias.

Leia também:

Cores, comprimentos e texturas: entenda o novo visual de atrizes de “Babilônia”

Giovanna Ewbank se transforma em Cinderela: veja o passo a passo

Leia mais no Delas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.