Tamanho do texto

Saiba quais são as cores, texturas e efeitos de esmalte que marcaram as épocas e fazem sucesso com as mulheres até hoje

Hoje, 1º de agosto, é comemorado o Dia do Esmalte, um dos produtos mais amado pelas brasileiras. Mas você conhece a origem dessa maquiagem para as unhas? Pouca gente sabe que a história por trás de um dos principais aliados da beleza das nossas mãos  é muito mais antiga do que imaginamos.

Dia do esmalte
Getty Images
Dia do esmalte

As primeiras evidências do uso do esmalte , ou melhor, de produtos para tingir as unhas remetem ao antigo Egito, por volta de 3.500 a.C. As mulheres egípcias aplicavam henna preta nas unhas , enquanto cores vibrantes , como o vermelho, eram reservadas para a realeza. Acredita-se que o vermelho-escuro era a cor favorita de Cleópatra.

Preto e vermelho fizeram sucesso com as egípcias, em pleno 3.500 a. C.
Thinkstock/Getty Images
Preto e vermelho fizeram sucesso com as egípcias, em pleno 3.500 a. C.


Porém, foi apenas na década de 1920, inspirado no acabamento das tintas para carros, que oesmalte como conhecemos hoje começou a ganhar forma. A francesa Michelle Ménard foi a grande responsável pelo produto comercial .

Entre 1920 e 1940, o esmalte se tornou uma sensação entre as grandes estrelas de Hollywood, ganhando o status de elemento fashion . Novamente, o vermelho era o grande destaque, e a atriz Rita Hayworth foi uma das maiores responsáveis pela difusão da tendência.

Inspire-se nas unhas vermelhas de Rita Hayworth, estrela de romances Hollywoodianos, com o esmalte Love, da Risqué
Divulgação
Inspire-se nas unhas vermelhas de Rita Hayworth, estrela de romances Hollywoodianos, com o esmalte Love, da Risqué


Desde então, a evolução de cores e acabamentos não parou. Nos anos 50, os vermelhos eram a principal tendência. Já na década de 60, tons pastel e variações de rosa trouxeram mais jovialidade e feminilidade para as unhas .

Cores vibrantes, como o fúcsia, dominaram as unhas durante os anos 80, década que - quanto mais cor, melhor! - também foi marcada por inovações na formulação dos esmaltes.

Tons pastel, como os Pop Rose e Marshmallow de Alfazema, foram grandes tendências na década de 60, enquanto Rosa Pitanga representa bem o fúcsia que dominou os anos 80
Divulgação
Tons pastel, como os Pop Rose e Marshmallow de Alfazema, foram grandes tendências na década de 60, enquanto Rosa Pitanga representa bem o fúcsia que dominou os anos 80


Depois de ser apresentado nas passarelas de moda de Paris, o estilo francesinha virou sucesso imediato. Até hoje essa é uma das técnicas de esmaltação mais pedidas nos salões do mundo todo .  

Feita com dois tons de esmalte, geralmente com o branco nas extremidades e o off-white por cima da unha inteira, se tornou um clássico para noivas e para as mulheres que gostam de cores claras nas mãos.

Além de clássica, a francesinha é  técnica de esmaltação mais pedidas nos salões do mundo todo
Divulgação
Além de clássica, a francesinha é técnica de esmaltação mais pedidas nos salões do mundo todo


A partir dos anos 2000, a variedade de cores e acabamentos cresceu de forma exorbitante. O esmalte deixou de ser só um produto de beleza e transformou-se em uma forma de expressão criativa, um acessório que combina com os looks, eventos e sentimentos das mulheres.

+ Maquiador ajuda a montar seu nécessaire economizando (tempo e dinheiro!)

Hoje, o vermelho continua em alta, mas disputa o posto de favorito com os tons de nude, que ganharam o coração das consumidoras como escolhas elegantes e versáteis. Os azuis também estão entre os queridinhos, assim como aqueles com efeitos especiais , que incluem os metálicos e os cintilantes.

Esmaltes com efeitos metalizados e aplicações são um grande sucesso nos dias de hoje
Reprodução
Esmaltes com efeitos metalizados e aplicações são um grande sucesso nos dias de hoje


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.