Tamanho do texto

Campanha para o Dia Internacional da Síndrome de Down foi considerada comovente, mas teve quem criticasse

Uma campanha feita para celebrar o Dia Internacional da Síndrome de Down, comemorado nesta segunda-feira (21), comoveu e emocionou muitos. Trata-se de um vídeo em que a atriz Olivia Wilde, estrela na propaganda, é vista em sua rotina comum, com seu namorado, amigos e sonhando com o futuro.


Enquanto o público vê as cenas de Wilde, AnnaRose Rubrigh, uma garota com síndrome de down, de 19 anos, narra tudo.

AnnaRose Rubright
Arquivo pessoal
AnnaRose Rubright

“Eu me vejo como uma pessoa normal, com uma vida importante, cheia de significados e bela. É assim que me vejo”, diz Rubright, que se enxerga como Olivia Wilde no espelho.

De repente, a imagem da atriz desaparece e a garota pode ser vista. “Como você me vê?”, pergunta Rubright. 

Campanha para o dia internacional da síndrome de down
Reprodução
Campanha para o dia internacional da síndrome de down



Críticas

Segundo o site britânico "Huff Post", a campanha foi considerada poderosa e comovente, mas também teve quem criticasse.

"Pessoas com deficiência são praticamente apagadas da mídia, e quase nunca têm a chance de se representarem totalmente”, diz a ativista de causas de acessibilidade Emily Ladau, do "The Daily Beast". 

“A campanha perpetua essa barreira ao apagar a mulher com síndrome de Down de sua própria história. Em vez disso, se torna a história da Olivia Wilde – um ideal ‘perfeito’ que deixa a deficiência invisível e elimina imagens de inclusão verdadeira, que é o que o mundo realmente precisa ver.”, finaliza. 

O que você pensa sobre a campanha?


No Twitter, Emily voltou a comentar que não concorda com a campanha.


Emily Ladau critica campanha
Arquivo pessoal
Emily Ladau critica campanha


    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.