Tamanho do texto

Expectativa de vida crescente e liberdade de escolha favorecem novas apostas em parcerias amorosas

De acordo com a revista norte-americana “US Weekly”, o ex-beatle Paul McCartney é novamente um homem comprometido. Aos 69 anos, o músico teria se casado com a executiva nova-iorquina Nancy Shevell, 51 anos, com quem namorou por quatro anos. Este seria o terceiro casamento de Paul. Linda, sua primeira mulher, morreu de câncer, em 1998. Com a segunda companheira, Heather Mills, McCartney protagonizou um ríspido divórcio, em 2008, no qual desembolsou 24,3 milhões de libras. Na época, desiludido, chegou a falar mal do matrimônio. Mas dessa vez, apesar de o casamento firmar um contrato seguro em termos financeiros, esse não deixa de ser um ato romântico. Afinal, subir ao altar não é coisa que se faça à toa.

O músico não está sozinho: dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) confirmam que o número de pessoas que dão uma nova chance ao amor é crescente no Brasil. Também conhecidas como “recasamento”, as uniões em que um dos cônjuges é divorciado ou viúvo passaram de 10,6% em 1999 para 17,6% em 2009.

Paul McCartney aposta no terceiro casamento com Nancy Shevell
Getty Images
Paul McCartney aposta no terceiro casamento com Nancy Shevell
E se o “felizes para sempre” anda dando lugar para o “que seja eterno enquanto dure”, isso provavelmente reflete uma sociedade menos opressora. Até o século 18, os casamentos eram arranjados e o divórcio pesava impiedosamente nas costas da mulher. Hoje a separação ainda é acompanhada de sentimentos dolorosos, mas também é possível sonhar com um recomeço. “Atualmente observa-se que, com o aumento da expectativa de vida, as pessoas já não se consideram ‘tão velhas’ para novas escolhas. Isso, talvez, justificaria o fato das pessoas se casarem pela terceira vez“, contextualiza Débora Staub Cano, psicóloga e mestre em psicologia pela UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina).

Um é pouco, dois é bom, três é demais. Será mesmo? Partir para a terceira união pode parecer insistência num modelo que não deu certo – e por duas vezes. Mas não é bem assim. Acreditar no amor e apostar em novas possibilidades para o futuro são atitudes que nos fazem acordar todos os dias mais motivados. “Cada tentativa é única, de maneira diferente, pois estamos lidando com pessoas diferentes”, diz a psicóloga e psicanalista Araceli Albino.

Geralmente, o terceiro casamento envolve características muito próprias. “O casal possui outros desafios que vão além da constituição da conjugalidade. Os dois carregam uma bagagem emocional grande e trazem consigo a complexidade da fase de vida em que se encontram”, ressalta Débora Staub Cano, sobre a possibilidade das relações com filhos e netos do parceiro. O importante, no entanto, é reconhecer os erros das relações antigas. “É muito bom se conhecer e saber as razões claras para entender o que deixou seus antigos relacionamentos acabarem”, aconselha Araceli Albino.

Medo da solidão
“Casei pela terceira vez por medo da solidão”, contou ao Delas Liamir Santos Hauer, 88 anos. A escritora curitibana conheceu o terceiro marido aos 60 anos. “Foi um absurdo”, diz ao lembrar que o terceiro casamento ocorreu “como manda o figurino”, no civil e religioso, e com lua-de-mel.

Liamir buscava só um companheiro, mas o novo marido fez questão de consumar o matrimônio: “Mas foi uma semaninha só de lua-de-mel. Depois eu disse que não tínhamos necessidade de sexo”, contou ela, que ficou viúva dez anos após a união e, atualmente, vive com a filha deste terceiro cônjuge em Curitiba. Perguntada se estaria disposta a um quarto casamento, a escritora – que casou pela primeira vez aos 15 anos com seu professor – responde de maneira bem-humorada: “Pela quarta vez? Só se for um candidato muito rico e que esteja numa UTI com somente mais uma hora de vida”, brinca.

Famosos e realeza
O casamento da Duquesa de Alba , 85 anos, agitou o noticiário durante a última semana. Viúva por duas vezes e muito católica, a nobre espanhola – que na verdade se chama Maria del Rosario Cayetana Alfonsa Victoria Eugenia Francisca Fitz-James Stuart y de Silva – fez questão de oficializar a união: “Sou católica praticante. Por isso é que estou casando pela terceira vez. Sou antidivórcio, antiaborto, contra todas essas atrocidades”, declarou ela, segundo informações da agência de notícias EFE.

Duquesa de Alba não escondeu a alegria por se casar com Alfonso Díez Carabantes, 60 anos
Getty Images
Duquesa de Alba não escondeu a alegria por se casar com Alfonso Díez Carabantes, 60 anos
Entre os famosos, mais casos conhecidos: Melanie Griffith passou por três uniões até se fixar com seu quarto marido, o ator Antonio Banderas, juntos desde 1996. Jennifer Lopez, Pamela Anderson Lee, Tom Cruise e Charlie Sheen também se casaram três vezes. E quem está prestes a entrar para o clube é a cantora Britney Spears. Antes de chegar aos 30 anos, a loira já foi casada com um amigo de infância – união que durou 55 horas – e com o ex-dançarino e atual rapper Kevin Federline, com quem tem dois filhos. Agora Spears está noiva de Jason Trawick, um quarentão sarado que já foi seu empresário.