Tamanho do texto

Segundo especialistas, o orgasmo não deve ser uma cobrança entre o casal e fingir ter prazer pode atrapalhar ainda mais o desenrolar do relacionamento

Se você nunca chegou a fingir orgasmo com seu parceiro, com certeza deve conhecer alguém que já fingiu. De acordo com um  estudo norte-americano feito com mais de 2 mil pessoas, essa é uma prática bastante comum entre as mulheres, já que pelo menos 68% das entrevistadas relataram já ter fingindo prazer pelo menos uma vez na vida, enquanto o número de homens que afirmaram ter feito a mesma coisa cai para 27%.

É bastante comum que as mulheres cheguem a fingir orgasmo, seja como um jeito de agradar o parceiro ou por ter vergonha
shutterstock
É bastante comum que as mulheres cheguem a fingir orgasmo, seja como um jeito de agradar o parceiro ou por ter vergonha




Segundo a fisioterapeuta pélvica, sexóloga e educadora sexual Débora Pádua, existem muitas razões para as mulheres chegarem ao ponto de fingir orgasmo . "Muitas vezes, a parceira quer agradar o homem e mostrar que ele está proporcionando prazer e acha que é necessário fingir para demonstrar isso. Outras vezes, é uma forma de fazer com que a relação termine mais rápido, porque ela já está satisfeita com o que aconteceu."

A psicóloga, psicodramatista e terapeuta familiar e de casais Marina Vasconcellos completa que muitas mulheres acreditam que têm obrigação de sentir prazer durante o sexo e querem satisfazer o parceiro ou provar a si mesmas que são confiantes. "Fingir é uma forma de não decepcionar, mostrando que ele é bom na cama ou que ela mesma que está bem ali."

A terapeuta também menciona que, entre os fatores que podem impedir a mulher de atingir o orgasmo  , estão fatores do relacionamento que não envolvem a conexão física. "Problemas na relação podem refletir no sexo, e elas acabam não se entregando na cama." 

As profissionais explicam que é comum que as mulheres tenham vergonha de conversar com os parceiros sobre sexo e, em especial, sobre as próprias necessidades na hora de sentir prazer  . Isso porque dizer que a relação não está tão boa quanto poderia ser pode ser levado como uma crítica negativa e, também, há o medo de ser julgada por expor as próprias vontades. 

"Muitas mulheres creem que são responsáveis pelo próprio prazer, mas é fundamental conversar com o parceiro, tanto porque relação sexual é a maior intimidade de um casal, quanto por ser o melhor jeito para encontrar uma forma de agradar os dois. Por incrível que pareça, essa conversa ainda é um tabu entre os casais", afirma Marina. 

Entretando, como muitas coisas no relacionamento, o diálogo é a melhor solução. "Sem ter uma conversa, ele sempre vai achar que determinada forma de fazer sexo oral está sendo o que te faz chegar ao ápice do prazer, mas não está. Os dois devem buscar o melhorar da relação, mas sem ter a noção do que realmente faz ela sentir prazer, não tem como ter essa busca", diz Débora. 

Mas afinal, por que não fingir orgasmo?

Fingir orgasmo pode ser um problema para o casal, já que torna o sexo uma rotina e pode impedir que a mulher sinta prazer
shutterstock
Fingir orgasmo pode ser um problema para o casal, já que torna o sexo uma rotina e pode impedir que a mulher sinta prazer



A educadora sexual explica que fingir orgasmo não vai ser algo, necessariamente, prejudicial para o relacionamento, mas é um engano para os envolvidos naquela relação. "Ele acha que está proporcionado o prazer para a mulher e ela acha que está fazendo o certo ao deixar ele acreditar nisso, então eles nunca vão melhorar no sexo, porque sempre vão fazer as mesmas coisas, ter as mesmas respostas e a mulher vai ter que fingir sempre."

Segundo ela, as relações sexuais de um casal que está em um relacionamento não deveriam ser vistas como uma "receita de bolo", mas como uma folha em branco, tornando cada transa uma nova oportunidade para você fazer o que quiser e testar coisas novas. 

Marina também afirma que cada vez que você chega a fingir orgasmo é uma oportunidade perdida de mostrar para o seu parceiro o que não está legal na relação. "Você acaba perdendo a chance de falar 'vamos tentar outra posição', ' tá muito violento' ou 'tá devagar demais', de dizer o que gosta e o que não gosta. Às vezes falta aproveitar mais as preliminares ou não da tempo da mulher ficar excitada, porque elas demoram mais tempo do que os homens para 'acender'."

Assim, deixar de dizer o que está ou não te satisfazendo sexualmente e continuar fingindo vai deixar o seu sexo "mais do mesmo" e não vai te ajudar a atingir o ápice, porque nem você ou o seu parceiro vão se esforçar para mudar as coisas. 

É possível chegar ao prazer e ficar satisfeita sem fingir orgasmo?

Segundo educadora sexual, o mais importante é parar de fingir orgasmo e focar em como sentir prazer de outras formas
shutterstock
Segundo educadora sexual, o mais importante é parar de fingir orgasmo e focar em como sentir prazer de outras formas

A melhor solução para sentir prazer, segundo a terapeuta de casais, é falar abertamente sobre o assunto. "É essencial falar sobre fantasias abertamente e não ter vergonha de dividir seus desejos. Quanto mais intimidade e quanto mais conversa você tem com o seu parceiro, mais a relação sexual tende a melhorar, a intimidade aumenta e dá mais prazer para ambos."

Outro fator é ter conhecimento do próprio corpo, de como estimular as  zonas erógenas , das melhores posições e, claro, não ter vergonha de expor essas coisas para o parceiro. "Quando a mulher não conhece o próprio corpo, não sabe se estimular ou quais sensações podem ser produzidas no corpo, fica mais difícil atingir esse ápice. Se ela conhece todas essas coisas sobre si, é importante motrar isso para que o homem também saiba", explica Débora. 

Apesar disso, ninguém tem obrigação de atingir o orgasmo durante o sexo. "A relação sexual tem que ser a busca pelo prazer e não pelo orgasmo, até porque se prender na ideia de ter um orgasmo é o jeito mais fácil de não ter um. É imprtante fixar em sentir prazer na experiência e não pensar 'tenho que fazer isso, mudar, tocar em tal lugar'."

"Não tem problema nenhum do orgasmo não acontecer, desde que se tenha o prazer durante o sexo. Não é preciso fingir orgasmo e nem tornar isso uma cobrança. O casal tem que ter uma busca pelo prazer, já que o ápice é algo que se alcança com a experiência", finaliza. 

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.