Tamanho do texto

Uma visita frustrada e troca de emails reaproximaram o casal que morava em diferentes Estados

Histórias de amor são cheias de idas e vindas e o ponto final só deve ser colocado depois da frase "felizes para sempre". Assim são nos contos de fadas. E também em algumas histórias da vida real. Mesmo que demore décadas. Como o caso de João e Neusa, que tiveram um namorico na infância e, 60 anos depois, se reencontraram e casaram.

João e Neusa participaram do mesmo clube de natação
Arquivo pessoal
João e Neusa participaram do mesmo clube de natação





Foto 3X4 dada por Neusa para João na época em que namoravam;  *os nomes foram apagados para manter privacidade do casal
Arquivo pessoal
Foto 3X4 dada por Neusa para João na época em que namoravam; *os nomes foram apagados para manter privacidade do casal

Os dois se conheceram quando ele, carioca, foi estudar em um colégio interno na cidade dela, Cataguases, interior de Minas Gerais. "Aos domingos, os alunos do internato desciam para a cidade a fim de ir ao cinema, passear. Foi numa dessas saídas que nos conhecemos e começamos a namorar. Me lembro de ter contado sobre isso a um amigo e ele havia me dito: 'Cuidado, ela tem uma irmã brava'", lembra João.

O namoro entre crianças de 13, 14 anos, naquela época, era bem diferente. A relação foi baseada na denominação de "namorados" e na troca de presentinhos, um deles foi preservado por João. "Guardei um retrato 3x4 dela uniformizada, atrás está escrito 'ao meu namorado' e a data é de 15 de maio de 1953.".

João terminou o ensino fundamental, saiu do internato e voltou para o Rio de Janeiro, razão do afastamento. Durante os 60 anos sem contato algum, os dois se casaram e constituíram famílias. João ficou casado por mais de 40 anos e teve três filhos e uma neta. Neusa tem quatro filhos, cinco netos e uma bisneta. 

O reencontro aconteceu quando João, já viúvo, voltou à cidade do interior de Minas para visitar um amigo doente e acabou procurando por Neusa, que também havia perdido o marido. "Uma amiga disse que estava viajando, mas me passou o email dela. A partir daí começamos a conversar e marcar encontros, um pouco dificultados pela distância de 380 km das cidades em que vivíamos.", explica João. 

Foto do buquê usado no casamento de João e Neusa
Arquivo pessoal
Foto do buquê usado no casamento de João e Neusa

Algumas pessoas da família demoraram para aceitar a novidade. "Senti uma reprovação da minha irmã mais velha, da outra recebi conselhos para ir devagar e ter certeza de quem ele era. Por parte dos meus filhos, houve uma estranheza, mas também teve quem apoiou", conta Neusa. 

Eles casaram em 17 de maio de 2014, ambos com 75 anos, e desde então vivem juntos, revezando-se entre as duas cidades. "Podemos dizer que nossas rotinas se alteraram completamente, vivemos um para o outro. Nossa intimidade aumenta a cada dia. Hoje, me sinto totalmente integrado na família da Neusa.", diz João. 

via GIPHY


* Os nomes utilizados são fictícios a pedido do casal, que preferiu preservar a identidade.

    Leia tudo sobre: Amor
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.