Tamanho do texto

A autora deu uma versão do livro - que tem imagens de sexo gay e grupal - para a Biblioteca Nacional da Suécia

O livro - que acredita-se ser o primeiro a oferecer material escrito deste tipo para os deficientes visuais - tem, além de textos em braile, ilustrações táteis de cenas sexuais, como dois homens fazendo sexo, uma cena de sexo entre cinco pessoas, e até mesmo uma mulher usando cinta com pênis.

Mesmo assim Nina Linde, a autora, acredita que o livro não deve ser classificado como pornô, mas, sim, um conteúdo sobre estimulação sexual.

Cenas do livro de Nina Linde
Divulgação
Cenas do livro de Nina Linde


"Todo mundo precisa de alguma estimulação sexual", contou Nina ao portal sueco "The Local". Ela diz ter se inspirado durante uma visita a uma livraria para cegos em Estocolmo, onde percebeu que "não havia conteúdo pornográfico para os deficientes visuais".

O livro foi feito em 2010, mas apenas nesta semana Nina deu uma versão da obra para a Biblioteca Nacional da Suécia.

Veja abaixo alguns clássicos eróticos da literatura:


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.