Tamanho do texto

O toque dos lábios representa mais do que se imagina e pode ter papel fundamental na escolha do parceiro

"Um beijo é apenas um beijo", diz a tradução da clássica canção-tema de “Casablanca”, “As Time Goes By”. Mas um novo estudo contradiz a máxima. Segundo a pesquisa, beijar ajuda a avaliar parceiros potenciais e, uma vez engatada a relação, a mantê-los por perto.


O estudo incluiu mais de 900 adultos que responderam a um questionário online sobre a importância de beijar, tanto em relacionamentos curtos quanto nos mais duradouros. De maneira geral, as mulheres, mais do que os homens, consideraram o beijo como algo importante na relação.

Beijar também foi avaliado como mais importante por homens e mulheres que se veem como atraentes. E por quem tende a ter mais relações curtas e encontros casuais, segundo as conclusões publicadas na edição de outubro do jornal “Archives of Sexual Behavior and Human Nature”.

Estudos anteriores mostraram que mulheres tendem a ser mais seletivas quando escolhem um parceiro, assim como homens e mulheres mais atraentes ou que têm mais parceiros de sexo casual. Como estes são os mesmos grupos que tendem a valorizar mais o beijo nas respostas à pesquisa, isso sugere que beijar ajuda na avaliação de parceiros potenciais, segundo os pesquisadores da Universidade de Oxford.

O beijo pode esconder pistas importantes sobre o parceiro
Thinkstock/Getty Images
O beijo pode esconder pistas importantes sobre o parceiro

Veja também: termômetro erótico mostra a temperatura da sua relação

Os resultados do estudo sugerem que o beijo pode servir para uma avaliação subconsciente de potenciais parceiros pelo gosto ou cheiro, trazendo pistas biológicas de compatibilidade, genética e saúde geral.

Uma pesquisa anterior também descobriu que mulheres valorizam mais comportamentos que fortalecem relacionamentos duradouros. Já esta pesquisa descobriu que a importância que se dá para o beijo muda de acordo com a duração do relacionamento, e que as mulheres dão mais importância a ele em relações de longa duração -- o que sugere que o beijo também tem um papel importante em manter o afeto e a ligação entre casais estabelecidos, disseram os pesquisadores.

Leia também: psicólogo revela fórmula para casamento feliz

"Nos relacionamentos sexuais humanos, beijar tem uma prevalência incrível em vários aspectos, em praticamente todas as sociedades e culturas. O beijo é visto em nossos parentes primitivos mais próximos, chimpanzés e bonobos, mas é muito menos intenso e menos comumente usado", disse Rafael Wlodarski, autor do estudo, em um comunicado aos jornais.

"Este é um comportamento humano incrivelmente amplo e comum e, por extensão, bastante ímpar", Wlodarski disse. "E nós ainda não temos muita certeza das razões para isso". Estas descobertas mais recentes podem fornecer algumas respostas.

Leia também
Cuidados para ter lábios sempre beijáveis
Artista pinta quadros com beijos

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.