Tamanho do texto

Segundo educadora física, um parceiro diminui a chance de desistência e pode ajudar verbalmente na hora do treino

Ter uma companhia para ir à academia é uma ótima opção para não desistir dos exercícios físicos. Além disso, seu parceiro pode te ajudar nas execuções das atividades, melhorando seu rendimento e impedindo uma desistência no meio do treino.

Felipe Franco e Juju Salimeni
Reprodução/Instagram
Felipe Franco e Juju Salimeni


"Ele ajuda também na hora que você está fadigando e não aguenta mais carregar certa quantidade de carga, fazendo com que mesmo com o cansaço, você conclua o exercício. O seu namorado/marido ainda pode ajudar verbalmente", explica a educadora física Tabatha Conte.

Ela ainda conclui que esse tipo de companhia funciona muito bem quando há interesses em comum. "É sempre bom ter um parceiro de treino quando o foco de ambos são os mesmos", completa.

Melhor que um companheiro qualquer, é poder treinar ao lado de seu cônjugue. Muitos casais já aderiram a essa moda, inclusive os famosos como Juju Salimeni e Felipe Franco, Gracyanne Barbosa e Belo, Gabriela Pugliesi e Erasmo Viana, entre outros.

Os resultados aparecem, a motivação aumenta, e fazer exercícios pode se tornar algo mais prazeroso.

Ana Wilke e Renan Lerac são um casal com muita sintonia, principalmente quando o assunto é musculação. Eles se conheceram na academia onde ela treina e ele dá aulas. "Treinar com meu namorado melhorou meu desempenho 100%. Primeiro pela parceria, amizade e cumplicidade que temos, segundo, por ser um excelente profissional e terceiro por meu corpo hoje ser um portifólio para o marketing do trabalho dele", explica Ana.

Ela diz que hoje é difícil treinar sozinha, já que diversas vezes os horários do casal não são o mesmo. Além da rotina com os exercícios, os dois seguem juntos também na dieta. "Atualmente, por estarmos com objetivos diferentes, é super desafiador: estou com um regime para secar, com restrição absoluta de carboidratos, e Renan como está em hipertrofia, tem de comer muito carboidrato".

Ana Wilke e Renan Lerac
Reprodução/Facebook
Ana Wilke e Renan Lerac


Alessandra e Michel Vieira, ambos educadores físicos, se conheceram em uma festa da faculdade. Depois de 4 anos de namoro, resolveram se casar. 

Os dois já frequentavam a academia constantemente, segundo ela, e sempre se ajudaram durante os treinos. Nesse caso, o casal têm o mesmo objetivo: a hipertrofia - ganho de massa muscular.

"Treinar com ele ajuda 100%, o fato de dar o máximo nas cargas e, claro, o incentivo do parceiro nas últimas repetições", relata Alessandra, que expressa a mesma opinião que Ana sobre treinar sozinha.

"Estamos em um nível de treinamento, que exige de um parceiro", diz ela.

Alessandra e Michel Vieira
Arquivo pessoal
Alessandra e Michel Vieira


Quem disse que a academia não é um lugar romântico? Sandra Costa e Maurício Marassa também se conheceram durantes os treinos. Mas, diferente dos outros casais, a bancária e o taxísta gostam de afirmar que "não são escravos do corpo." Por isso, treinam mas não seguem uma dieta regrada.

Eles frequentam a mesma academia, mas não é sempre que se ajudam. "Estar com meu marido durante os treinos é bem motivador, tanto para mim, quanto para ele", conta ela. 

Sandra Costa e Maurício Marassa
Arquivo pessoal
Sandra Costa e Maurício Marassa