Até que ponto você iria para se sentir bela?

Elas estão nas capas de revista, ilustrando matérias nos jornais ou brilhando nas passarelas. O ideal de beleza construído hoje pela sociedade e vendido a todo o momento como nos exemplos anteriores cria uma busca incessante por objetivos nem sempre atingíveis. A mulher atual deve ser jovem, independente da idade; deve ser bem magra, independente do tipo físico; e deve ter uma pele lisa e macia como a de um bebê, e o cabelo brilhante e liso como nos comerciais.

E na tentativa de ser tudo isso, elas correm aos salões de beleza, às academias, recorrem aos cirurgiões plásticos, dermatologistas, endocrinologistas e qualquer outro médico que possa ajudá-las a alcançar a tão sonhada beleza. Esquecem-se de olhar para elas mesmas e tentar enxergar a beleza do cabelo encaracolado, ou das rugas que expressam a experiência dos anos vividos. Sufocadas por todas essas exigências, elas fazem os maiores absurdos atrás do que consideram o tal padrão de beleza. O exemplo mais recente que tivemos foi o da americana Jocelyn Wildenstein, que acabou deformando o próprio rosto de tantas plásticas realizadas.

É claro que nenhuma mulher deve deixar seus cremes, tratamentos ou ginástica. O problema está no exagero e no objetivo a ser buscado. Elas devem fazer tudo em prol da própria saúde e não somente tendo em vista a estética, diz o endocrinologista Marcelo Soares. Elas precisam entender que não tem que ser magras como a Gisele Bundchen, mas sim serem saudáveis.

Conversamos também com a dermatologista Carla Góes Sallet, para saber com o que a mulher deveria realmente se preocupar quando o assunto é beleza, principalmente da pele. O ritual mais importante é aquele básico: limpar, hidratar e proteger. É claro que existem alguns tratamentos que podem ajudar a pele a ficar ainda mais bonita, mas isso é questão de saúde e não somente de estética. Veja pessoas usando cremes sem saber se eles são adequados a seu tipo de pele ou de idade. É preciso ressaltar que a avaliação médica é importante.

Para quem quer ter uma pele mais saudável, a Dra Carla indica para peles jovens, um peeling de cristal, e para peles com rugas, manchas ou acne, um peeling químico. Novidades que não agridem tanto a pele também são bem-vindas. Existe agora um novo laser de quasar. Não agride tanto a pele quanto o laser convencional, fecha os poros, clareia manchas e olheiras e dá mais tonicidade à pele.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.