Estudos recentes atestam que terapias alternativas como acupuntura, reflexologia e suplementos à base de ervas diminuem as chances de engravidar. Será?

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=ModeloiG%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237491678996&_c_=MiGComponente_C

Acordo Ortográfico

Acupuntura, reflexologia, suplementos à base de ervas. O que parecia ser extremamente benigno na hora de engravidar foi colocado em xeque por pesquisadores europeus.

Jacky Boivin, da Cardiff University, e Lone Schmidt, da Universidade de Copenhagen acompanharam, durante um ano, 800 mulheres em processo de fertilização in vitro. 261 delas passaram a utilizar algum tipo de tratamento alternativo (homeopatia, acupuntura, reflexologia e suplementos naturais) enquanto o restante continuou com o procedimento regular. O resultado foi surpreendente: as mulheres que adotaram a medicina natural apresentaram 20% menos chance de engravidar.

O estudo gerou polêmica logo depois de ser apresentado no encontro da Sociedade Europeia de Reprodução Humana, em Lyon, na França. Os resultados não são confiáveis, pois não podemos misturar na mesma avaliação quatro tipos de tratamentos totalmente diferentes. O mecanismo de ação da acupuntura é diferente da homeopatia e as duas são diferentes da reflexologia e do uso de ervas, explica a ginecologista doutora Silvana Chedid, diretora da clínica Chedid Grieco Medicina Reprodutiva ( www.chedidgrieco.com.br ) e chefe do setor de Reprodução Humana do Hospital Beneficência Portuguesa (SP).

De acordo com o trabalho apresentado pela médica em encontro realizado pela Sociedade Americana de Medicina Reprodutiva, em Washington, a acupuntura tem benefícios comprovados cientificamente em relação à reprodução. Em relação à acupuntura, diversos estudos comprovam sua contribuição em Reprodução Assistida. Temos que avaliar cada terapia separadamente, alerta a doutora.

A acupuntura tem apresentado resultados significantes em tratamentos realizados em sua clínica: Em dois anos, 51% das pacientes que se submeteram à acupuntura durante o tratamento de reprodução assistida em nossa clínica engravidaram, contra 21% daquelas que não foram submetidas à terapêutica, diz a especialista.

Antes de iniciar qualquer tratamento, procure seu médico e pesquise estudos científicos que envolvam o tipo de tratamento escolhido.

Cuidado!

Apesar da conclusão da pesquisa de Jacky Boivin e Lone Schmidt ter causado burburinho entre os especialistas, fique atenta em relação ao uso dos tratamentos alternativos sem orientação médica. O uso de suplementos naturais pode sim ser prejudicial. Algumas substâncias são tóxicas para os ovários e para os testículos, podendo comprometer a produção de óvulos e de espermatozoides, alerta a médica.

Leia mais sobre: gestação

    Leia tudo sobre: gravidez
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.